Não há democracia sem comunicação | + Debate | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
+Debate
Não há democracia sem comunicação
Informação livre e Pluralismo de interpretações são vitais para a Democracia
Carla Michele Quaresma
Postado em 13 de dezembro de 2021
Não há democracia sem comunicação
Foto: Anderson Riedel

De acordo com o professor John Thompson, no livro “A mídia e a modernidade” (1995), o desenvolvimento dos Meios de Comunicação foi fundamental para o surgimento das sociedades modernas. 

Segundo o mesmo autor, a atividade social mediada por aparatos tecnológicos e institucionais provocou uma redefinição das noções de espaço e de tempo e permitiu o acesso a eventos fisicamente e/ou historicamente distantes. 

Assim, por exemplo, se havia necessidade de presença física para apreciar a cerimônia de aparição de um rei na era medieval, a comunicação mediada rompeu com esse obstáculo e aproximou o homem  comum do campo da política. 

Nesse aspecto, a atividade da imprensa foi imprescindível também para dar publicidade aos atos até então secretos do imperador, contribuindo para a surgimento da demanda por participação política proveniente dos setores subalternos da sociedade. 

Para ilustrar a afirmação podemos citar a importância da imprensa literária na França pré-revolucionário, impulsionando a formação da “esfera pública burguesa”.  No contexto, a pluralidade de posicionamentos, exaustivamente debatidos nos salões e cafés, auxiliavam na formação da “opinião pública”. 

Sem o movimento da imprensa, sem a produção de enquadramentos diversos, não existiram a publicidade e a multiplicidade de posicionamentos necessários para a participação popular e a consolidação do modelo representativo porque não há democracia representativa, direta, deliberativa, em rede ou qualquer outra sem transparência e debate dos atos governamentais. 

Portanto, o trabalho desenvolvido por veículos de comunicação permite o conhecimento acerca da atividade governamental. Mas a informação não é o suficiente. O debate público precisa comportar interpretações  diversas sobre a realidade política. 

Comunicação, pluralismo e Democracia são coisas indissociáveis e fazem parte de uma conquista social: os direitos de quarta geração. 

Finalmente, a sobrevivência da Democracia depende também da sobrevivência da informação livre e do debate plural. 

Deixe seu comentário