Estágio é o início de uma carreira de sucesso | + Emprego | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
Coluna + Emprego
Estágio é o início de uma carreira de sucesso
Na atuação, o jovem adquire conhecimentos práticos e, ainda, ajuda a movimentar a economia
Postado em 30 de setembro de 2021
Estágio é o início de uma carreira de sucesso
Quem está iniciando a vida profissional, agora, precisa analisar seu atual momento, pensar nas alternativas possíveis e ver os pontos positivos e negativos de cada área desejada. Imagem: pixabay
Ter uma carreira de sucesso é o objetivo de muitos jovens e adultos, mas quais são as melhores estratégias para essa conquista? Escolhas como curso e faculdade são muito difíceis de serem feitas, principalmente diante da pressão financeira e familiar, dos amigos e do próprio mercado de trabalho. Então, são muitas ondas contrárias confrontando a carreira dos sonhos.
Por isso, quem está iniciando a vida profissional, agora, precisa analisar seu atual momento, pensar nas alternativas possíveis e ver os pontos positivos e negativos de cada área desejada. Assim, o estágio é, inclusive, um caminho de entender na prática se aquela atuação satisfaz ou não seus anseios.
Nessa jornada, o ideal é pedir uma devolutiva dos professores ou pessoas influentes em tais setores aspirados para compreender melhor como está indo o seu desempenho. Assim, percebem-se os potenciais e os pontos a serem ajustados, gerando segurança, engajamento e motivação. Afinal, o feedback, muitas vezes mal visto, não te derruba, mas te impulsiona para o alto.
Independentemente do sonho, vale a pena entender mais a fundo a jornada a qual está desejando, quais são os principais desafios, etc. Para isso, estude e aprenda com referências da área. Muitos CEOs de hoje já passaram por esses dilemas e, vários, inclusive, começaram como estagiários. Então, é preciso ter foco!
É um bom início para os estudantes
Nesse sentido, o estágio – determinado como ato educativo escolar supervisionado – é indicado e muito positivo para o início de uma jornada profissional de sucesso. Veja só: a Lei 11.788/08 limita a carga horária em seis horas diárias e 30h semanais. Além disso, proíbe horas extras. Isso é um grande auxílio para o acadêmico organizar sua rotina entre a corporação e a classe.
Além disso, é mandatório o pagamento da bolsa-auxílio, do auxílio-transporte e recesso remunerado, no modelo extracurricular ou não-obrigatório, aquele válido como atividade opcional. Essa é uma forma de ajudar o indivíduo a custear seu ensino e até despesas domésticas.
As empresas também ganham
Essas normas foram criadas para facilitar a admissão dos estudantes brasileiros. Afinal, eles são a parcela da população mais necessitada de uma chance no meio empresarial. Então, para impulsionar essas contratações, as corporações ficam livres de pagar encargos trabalhistas, tais como o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ⅓ sobre as férias, 13º salário e eventual multa rescisória.
Ou seja, é favorável para todos os envolvidos, pois assim tanto as entidades adquirem novos talentos, sem vícios, quanto a moçada conquista, muitas vezes, a primeira posição nesse universo laboral. Com esse treinamento na prática, quem sabe aproveitar, no final do contrato, pode até conquistar a efetivação e se tornar parte do quadro fixo de colaboradores.
Sobretudo, o objetivo é difundir o conhecimento de maneira estratégica, pois somente a educação é capaz de transformar essa grande crise mundial. A partir daí, vem a reestruturação das competências, como a empatia ou a inteligência emocional, muito abaladas frente a essa situação delicada do país.
Portanto, essa é uma alternativa muito importante para a nação. Faça parte desse projeto e conserve nossa garotada aprendendo. Vamos lutar pelo Brasil juntos!
*Carlos Henrique Mencaci é presidente da Abres – Associação Brasileira de Estágios

Deixe seu comentário