Gilmar de Carvalho e Izaíra Silvino são homenageados em espaços culturais de Fortaleza | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
CULTURA
Gilmar de Carvalho e Izaíra Silvino são homenageados em espaços culturais de Fortaleza
Ambos homenageados faleceram em 2021.
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 13 de janeiro de 2022
Gilmar de Carvalho e Izaíra Silvino são homenageados em espaços culturais de Fortaleza
Fotos: Reprodução

O governador Camilo Santana sancionou, nesta terça-feira (11), leis que homenageiam duas grandes personalidades da cultura cearense. A primeira delas, Lei Nº17.903, denomina Professor Gilmar de Carvalho o Museu de Arte Popular dos Mestres e Mestras da Cultura do Ceará. A segunda, Lei Nº17.904, denominada Sala Izaíra Silvino o foyer do Theatro José de Alencar. Ambos homenageados faleceram em 2021.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<

Sobre Gilmar de Carvalho

Falecido em 2021, vítima de Covid-19, o professor Gilmar de Carvalho era um dos pesquisadores da cultura mais importantes do País, autor de mais de 50 livros e referência nacional na área de tradições e culturas populares. Em 2020, a Comenda Patativa do Assaré foi entregue a Gilmar de Carvalho, mesmo ano em que foi lançado o livro “O melhor do Patativa do Assaré”, organizado pelo professor e com a publicação pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará. A obra reúne 50 poemas de Patativa e foi lançada em Assaré, como uma das ações em comemoração aos 111 anos do Poeta. A Secult Ceará também lançou em 2021 o livro digital “MEMORIAL – Gilmar de Carvalho”, como forma de homenagem.

Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Ceará (1971) e em Comunicação Social (1972) pela mesma Universidade. Mestre em Comunicação Social, pela Universidade Metodista de São Paulo (1991), e doutor em Comunicação e Semiótica, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1998), Gilmar de Carvalho foi professor do Departamento de Comunicação Social (de 1984 a 2010) da Universidade Federal do Ceará (UFC). Como pesquisador, trabalhou com as relações entre a Comunicação e a Cultura. Desenvolveu pesquisas e atividades de ateliês xilográficos da região do Cariri como a Lira Nordestina, em Juazeiro do Norte, acompanhando a produção de várias edições de livros de cordel, álbuns de gravuras e matrizes.

Leia também | Vila das Artes abre 80 vagas para curso gratuito de formação básica em Teatro

Sobre Izaíra Silvino

Já a regente, compositora e educadora Izaíra Silvino deixou um enorme legado no cenário musical cearense. Estudou Música no Conservatório de Música Alberto Nepomuceno e, no Crato, teve a primeira experiência em regência, atividade que se revelaria depois como uma paixão. Foi regente do Coral da UFC de 1981 a 1989. No palco de equipamentos como o Theatro José de Alencar, passou diversas vezes, compartilhando sua música sempre com paixão.

Ao longo da carreira, Izaíra Silvino também foi regente e diretora musical de diversos corais da cidade de Fortaleza, a exemplo do Coral Moenda de Canto, Coral do Povo, Coral da Embratel, Coral da CUT, Coral da Biodança, Coral da ADUFC e Coral dos Amigos de Izaíra Silvino. Izaíra colaborou para a elaboração dos projetos pedagógicos e a criação dos cursos de Música da UFC em Fortaleza (2006), Sobral (2010) e Juazeiro do Norte (2010), este último, na atual Universidade Federal do Cariri (UFCA). O Centro Acadêmico Izaíra Silvino (CAIS), do Curso de Licenciatura em Música da UFC – Fortaleza também é uma homenagem ao legado de Izaíra como educadora musical.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário