Arte e Cultura

Diego Amorim lança livro “Filho de Pandemia” em Fortaleza

Obra retrata experiência de ser pai em um período desafiador

Compartilhe:
8 de junho de 2022
Teste Teste
Diego Amorim lança livro “Filho de Pandemia” em Fortaleza
Foto: Divulgação

Diante de dúvidas sobre se seu filho lembraria da pandemia de Covid-19 quando crescesse, o jornalista Diego Amorim decidiu lançar seu primeiro livro: “Filho de Pandemia – Os 110 dias do diário de um pai no momento mais desafiador para qualquer família”. O lançamento, com noite de autógrafos, acontece dia 11 de junho, às 18 horas, na Livraria Leitura do RioMar Fortaleza.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

A obra é um diário que revela sentimentos, preocupações, experiências e relata dias de medo, incertezas, e, claro, alívio pela chegada de um novo membro da família, Pedro Henrique.

Segundo o autor, a obra é para seu filho, que nasceu três meses antes do início da pandemia. Ele compartilha os sentimentos e as dificuldades de ser pai durante a maior crise viral da história da humanidade, até a aplicação da primeira dose da vacina contra a doença.

“Esse diário é um presente para o meu filho. Mas é um presente para mim e para você também. Com relatos iniciados na Páscoa de 2021, em meio ao avanço da pandemia e diante da expectativa da vacinação, abro as portas da minha casa para você. Este diário une todo mundo que sabe que a vida vale a pena. Às vezes, é verdade, dói um bocado, os dias assustam, mas sempre, sempre, vale a pena”, compartilha o autor.

A produção, que já é sucesso de venda após ser lançada em Brasília, Teresina, São Luís, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo, chama a atenção ao detalhar o lado mais humano de um profissional que teve que aprender a lidar com a correria e a paternidade do dia a dia associadas às dificuldades passadas e presentes da vida diante da pandemia do vírus. Entre os leitores da obra, estão Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde; Diogo Mainardi, jornalista e autor de A Queda; e Margareth Dalcolmo, pesquisadora da Fiocruz.

“Este livro do Diego Amorim retrata um momento no qual cada um se reinventou, sofreu, viveu intensamente o drama da humanidade. Diego retrata a sociedade brasileira, na busca pelo equilíbrio entre a informação verdadeira e o papel de pai, homem, cidadão e jornalista. Muito bom”, comentou Mandetta.

O prefácio foi escrito pelo poeta, escritor, professor, jurista e advogado Carlos Ayres Britto, ex-presidente do STF. “Diego Amorim se despojou ou se consagrou totalmente em seu humanismo exemplar inato. Ele revelou o quanto ‘humano, demasiado humano’ (lembre-se de Nietzsche) naqueles momentos dramáticos, quando o destino de toda a humanidade passa pelo fio da navalha, posso dizer que é necessário”, contou.

Leia também | Robbie Williams é homenageado no Café Concerto desta semana

Sobre Diego Amorim

Diego Amorim é jornalista, nasceu em Teresina, mas se mudou com a família para Brasília ainda pequeno. Atua como repórter na capital federal desde 2004. Acumula prêmios e homenagens na carreira, como o Esso e o Líbero Badaró. Atuou por seis anos no site O Antagonista, onde chegou a ocupar o cargo de chefe de redação. Quando encontra tempo, dá aulas sobre comunicação e catolicismo.

Desde março, o livro já foi lançado em Brasília, Teresina, São Luís, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo. O livro é sucesso de venda e divulgação, tendo sido indicado, por exemplo, nos programas de Luciano Huck (Globo), Danilo Gentili (SBT) e Datena (Band).

Lançamento “Filhos da Pandemia” em Fortaleza

Data: 11 de junho, sábado
Horário: 18h
Local: RioMar Fortaleza, Piso L2 – Livraria Leitura (R. Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<