DE OLHO NA MEDALHA

Olimpíadas de Tóquio: Brasil encara o Canadá nesta sexta-feira (30) por vaga na semifinal do futebol feminino

Brasil perdeu duelo pelo bronze em 2016, mas retrospecto recente é bom

Compartilhe:
30 de julho de 2021
Assistente de Redação vídeo

O adversário que a técnica Pia Sundhage mais vezes enfrentou no comando da seleção feminina de futebol está novamente no caminho. Nesta sexta-feira (30), as brasileiras encaram o Canadá pelas quartas de final da Olimpíada de Tóquio (Japão) às 5h (horário de Brasília), no estádio de Miyagi, na cidade de Rifu.

Olimpíadas de Tóquio: Brasil encara o Canadá nesta sexta-feira (30) por vaga na semifinal do futebol feminino
Brasil precisa da vitória para seguir na luta por medalha. Foto: Sam Robles/CBF

No comando do Brasil desde agosto de 2019, Pia encarou quatro vezes as canadenses. Em novembro daquele ano, a seleção atropelou as rivais: 4 a 0 no Torneio Internacional da China. Em março do ano passado, no Torneio Internacional da França, as equipes empataram por 2 a 2. Em fevereiro deste ano, o escrete canarinho superou as norte-americanas por 2 a 0 no She Believes, competição realizada em Orlando (Estados Unidos). Há pouco mais de um mês, em Cartagena (Espanha), os times não saíram do zero no último amistoso antes da Olimpíada.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Curiosamente, enfrentar o Canadá em um mata-mata olímpico costuma resultar em conquistas às equipes dirigidas por Pia. Nos Jogos de Pequim (China), em 2008, a técnica eliminou as rivais nas quartas de final e levou os Estados Unidos à medalha de ouro – contra o Brasil na final, inclusive. Quatro anos depois, em Londres (Grã-Bretanha), em 2012, novamente a frente das americanas, a sueca despachou as canadenses na semifinal.

“O Canadá é um bom time. Os jogos contra elas são apertados. Espero que seja um bom jogo e que consigamos fazer nosso melhor na defesa. Precisamos ter atenção na [atacante Christine] Sinclair, que é experiente [duas vezes medalhista de bronze, com mais de 300 jogos pela seleção] e inteligente. Não podemos deixá-la ter o domínio da partida”, alertou Pia, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (29).

“Um detalhe que observamos nos jogos anteriores é que elas seguem um padrão de jogo. Temos que descobrir qual é esse padrão e preparar nossas jogadoras, especialmente no ataque. Quanto aos gols, creio ser a hora de marcarmos em jogadas de escanteio”, completou a técnica.

O Brasil encerrou a primeira fase na segunda posição do Grupo F, com os mesmos sete pontos da líder Holanda, ficando atrás pelo saldo de gols. Na última terça-feira (27), as brasileiras superaram a Zâmbia por 1 a 0, gol de falta da meia Andressa Alves. Na ocasião, boa parte das titulares foi poupada e deve retornar contra o Canadá. O único desfalque certo é a zagueira Poliana, que sofreu uma pancada na cabeça diante das africanas e terá de fazer uma ressonância magnética para verificar se houve concussão.

A provável formação terá Bárbara; Bruna Benites, Érika, Rafaelle e Tamires; Formiga, Andressinha e Marta; Duda, Debinha e Bia Zaneratto.

Canadenses têm uma vitória e dois empates no Japão

O Canadá se classificou na segunda vaga do Grupo E, com uma vitória (2 a 1 sobre o Chile) e dois empates (1 a 1 com Japão e Grã-Bretanha). Há cinco anos, a seleção norte-americana frustrou o Brasil na disputa da medalha de bronze nos Jogos do Rio de Janeiro ao vencer o duelo (disputado em São Paulo) por 2 a 1. Doze das 18 atletas que integraram o elenco canadense em 2016 estão em Tóquio.

Contra o Brasil, o técnico Bev Priestman deve escalar; Stephanie Labbé; Ashley Lawrence, Vanessa Gilles, Kadeisha Buchanan e Jayde Riviere; Quinn, Sophie Schmidt, Janine Beckie e Deanne Rose; Adriana Leon e Christine Sinclair.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

O ganhador terá pela frente quem avançar entre EUA e Holanda, que jogam às 8h, em Yokohama. Nos outros dois confrontos semifinais, o anfitrião Japão encara a Suécia em Saitama, às 7h. Mais cedo, às 6h, tem Grã-Bretanha e Austrália, em Kashima.

WhatsApp do GCMais

NOTÍCIAS DO GCMAIS NO SEU WHATSAPP!

Últimas notícias de Fortaleza, Ceará e Brasil

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp.