Cearense Lucas Rabelo faz história e se torna vice-campeão mundial de skate street | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
NOS ESTADOS UNIDOS
Cearense Lucas Rabelo faz história e se torna vice-campeão mundial de skate street
Cearense de 22 anos ficou em 2º lugar na competição disputada em Jacksonville-EUA.
BRUNO BALACÓ
Postado em 14 de novembro de 2021
Cearense Lucas Rabelo faz história e se torna vice-campeão mundial de skate street
Lucas, de 22 anos, exibe o troféu conquistado nos Estados Unidos. Foto: Julio Detefon

O cearense Lucas Rabelo fez história neste domingo (14) ao se tornar vice-campeão mundial de skate street, em competição disputada em Jacksonville, no estado da Flórida (Estados Unidos). Ele se tornou o primeiro atleta do Ceará a conseguir essa façanha no mundial de street skate.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Na final masculina do Mundial, Lucas Rabelo só ficou atrás do norte-americano Jagger Eaton, que liderou a disputa do começo ao fim. Ao fim da competição, exibiu com o orgulho o troféu conquistado.

Lucas Rabelo tem 22 anos e é natural de Fortaleza. Na final, ele teve somatório de 27,3, somente dois décimos a menos que Eaton. O português Gustavo Ribeiro ficou na terceira posição. Número um do mundo e principal favorito, Nyjah Huston, dos Estados Unidos, acabou em quarto, fora do pódio.

Conheça mais sobre a história de Lucas Rabelo nesse vídeo divulgado pela Street League:

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Outros dois brasileiros competiram na decisão do Mundial de skate masculino. Prata em Tóquio, Kelvin Hoefler ficou em quinto e não avançou à segunda parte da final, assim como Felipe Gustavo, sétimo colocado.

Lucas Rabelo, Pâmela e Rayssa no pódio

Na disputa feminina mundial do skate street, o título ficou com a brasileira Pâmela Rosa. A paulista de 22 anos conquistou o bicampeonato mundial da modalidade, que é praticada em obstáculos de rua, como escadarias ou corrimões.

Medalhista de prata de skate na Olimpíada de Tóquio (Japão), Rayssa Leal ficou na segunda posição. A maranhense de apenas 13 anos repetiu o desempenho de 2019, quando também foi vice-campeã. A japonesa Momiji Nishiya, ouro em Tóquio, completou o pódio.

 


Deixe seu comentário