Bia Ferreira garante vaga na final do mundial feminino de boxe e luta pelo bicampeonato nesta sexta-feira (20) | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
ESPORTE
Bia Ferreira garante vaga na final do mundial feminino de boxe e luta pelo bicampeonato nesta sexta-feira (20)
Atual campeã da categoria 60 kg, baiana busca o bi
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 18 de maio de 2022
Bia Ferreira garante vaga na final do mundial feminino de boxe e luta pelo bicampeonato nesta sexta-feira (20)
Bia Ferreira enfrenta na sexta-feira (21) a norte-americana Rashida Ellis. Foto: Pavel Tabarchuk/IBA/D

Atual campeã mundial de boxe feminino na categoria até 60 quilos, Beatriz Ferreira vai decidir o título outra vez. Na quarta-feira (18), a baiana se classificou à final da competição, em Istambul (Turquia), ao vencer a italiana Alessia Mesiano por decisão unânime dos cinco árbitros, depois de três rounds.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Bia Ferreira enfrenta na sexta-feira (21) a norte-americana Rashida Ellis, valendo o bicampeonato mundial de boxe. As finais começam a partir das 12h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo no Canal Olímpico do Brasil.

Leia também | Reinauguração do PV confirmada: CBF marca Ferroviário x Botafogo-SP para o estádio Presidente Vargas

Bia foi superior a Mesiano desde o início do combate. No segundo round, a baiana encaixou um cruzado de esquerda que fez a arbitragem paralisar a luta e abrir contagem, mas a italiana, campeã mundial em 2016, seguiu de pé. A rival tentou ser mais agressiva nos três minutos finais, mas cedeu espaços para a brasileira contra-atacar e manter o domínio.

O confronto entre Bia e Ellis reedita a semifinal do último Mundial, disputado em 2019, na cidade russa de Ecaterimburgo. Na ocasião, a brasileira venceu com decisão favorável de quatro dos cinco jurados. Elas também duelaram, em abril deste ano, na final do Campeonato Continental das Américas, em Guayaquil (Equador), novamente com triunfo da baiana.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Pernambucana garante medalha de bronze 

Na semifinal da categoria até 52 quilos do Mundial, a pernambucana Caroline de Almeida não resistiu à indiana e Nikhat Zaaren e perdeu por decisão unânime dos árbitros. Como não há disputa de terceiro lugar no boxe, a brasileira, conhecida pelo apelido “Naka”, assegurou o bronze, primeira medalha do país na edição de Istambul.


Deixe seu comentário