Jogos de futebol poderão receber até 50% do público no Ceará; entenda | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
DECRETO ESTADUAL
Jogos de futebol poderão receber até 50% do público no Ceará; entenda
Este aumento na capacidade acontecerá de forma gradual
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 15 de outubro de 2021
Jogos de futebol poderão receber até 50% do público no Ceará; entenda
Foto: Governo do Ceará

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou nesta sexta-feira (15) o novo decreto estadual que modifica a capacidade de funcionamento de diversos estabelecimentos e aumenta os horários de alguns serviços. Entre as mudanças está a capacidade de público em jogos de futebol e eventos esportivos, que passam a receber mais pessoas a partir deste sábado (16).

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Saiba tudo sobre o 13º salário em 2021

De acordo com o governador, o aumento na capacidade de público nos estádios acontecerá de forma gradual.

“O futebol, que nós iniciamos com os jogos do Campeonato Brasileiro aqui no Castelão com 10%, passam, a partir de amanhã, dia 16, a poder ter 30% da sua capacidade de público presencial. E já a partir do próximo sábado, 23, passam a ter 50% da sua capacidade de público presencial dos jogos profissionais aqui no Ceará”, explicou Camilo Santana.

Leia também | Auxílio emergencial pode ser prorrogado até 2023 para Bolsa Família

Durante o anúncio destas mudanças, o governador destacou os eventos-testes que aconteceram nos últimos dias na Arena Castelão, agradecendo aos clubes participantes. “Eu quero agradecer aos times que realizaram os jogos recentemente, foram os jogos que cumpriram os protocolos, o uso da máscara, os protocolos exigidos pela Sesa [Secretaria da Saúde do Estado]. Aliás, foram destaque nacionalmente, a realização dos eventos no Ceará”, declarou Camilo Santana.

Além dos jogos de futebol, outras mudanças foram anunciadas pelo governador. Clique aqui e confira as principais alterações.

Leia também | Guarda Municipal de Fortaleza terá concurso em 2022

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário