Economia

Promoções devem atrair consumidores e aquecer comércio e turismo no feriadão 

Com restrições sanitárias, setores se reinventam para reduzir os impactos negativos da pandemia de coronavírus.

Compartilhe:
22 de setembro de 2020
Teste Teste
Promoções devem atrair consumidores e aquecer comércio e turismo no feriadão 
Empresários esperam reduzir impactos da pandemia com promoções no feriadão

Ainda faltam cerca de duas semanas para o feriado prolongado em comemoração ao dia da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, em 12 de outubro. Com os prejuízos ocasionados pelo período de isolamento social rígido, empresários dos setores se preparam com ofertas para atrair consumidores e turistas, seguindo as restrições sanitárias impostas por decretos estadual e municipais. 

“Temos um pacote que se chama Saia da Rotina, justamente para incentivar que o fortalezense saia de casa e venha para um hotel na própria cidade. Se torna mais barato, até mesmo para dar uma desligada do dia-a-dia”, explica a empresária Ivana Bezerra, proprietária do Hotel Sonata de Iracema, na capital.

Ainda em setembro, após o feriado da Independência, o primeiro após a reabertura da economia, o Sesc Ceará iniciou uma série que apresenta, aos turistas, três destinos do Estado para que os interessados possam adquirir pacotes e vivenciar todas essas e outras experiências apresentadas. “Acreditamos, mais do que nunca, na democratização do acesso aos produtos turísticos para todos e, por isso, fazemos questão de ofertar pacotes por um preço justo e facilidade de pagamento. Tudo isso obedecendo todos os protocolos e recomendações de proteção”, afirma Raissa Lima, turismóloga.

Movimento empolgante no primeiro feriadão

No feriado prolongado anterior, em setembro, a movimentação no comércio começou dias antes, com o Fortaleza Liquida. A promoção, que começou no dia 3 e terminou no dia 13, movimentou mais de R$ 2,2 milhões em vendas nas lojas participantes localizadas no Centro, em outros corredores comerciais na Grande Fortaleza.

O desempenho empolga o setor, que já se programa para as próximas datas. “Somos a grande parceira para a retomada consciente do nosso comércio e a geração de emprego e renda. E vem mais promoções por aí. Em outubro, tem o Centro Premiado e, em dezembro, o Natal de Prêmios”, adiantou Assis Cavalcante, presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza.

O setor hoteleiro em Fortaleza ainda vai demorar para se recuperar, acredita a empresária Ivana Bezerra, que lamenta a redução de turistas na cidade. “Infelizmente, na capital, a gente ainda não tá com expectativa boa. Para esse feriado, acreditamos que ainda vai ser um público cearense”, explica. Ela afirma que o crescimento do setor acontecerá concomitante ao da malha aérea. De acordo com a Fraport Brasil, concessionária do terminal, as companhias atualizam a quantidade de voos mensalmente. Em setembro, foram cerca de quarenta viagens diárias.