Notícias

Cresce o número de pessoas obesas no Brasil

Pesquisa revela que os casos mais frequentes são em mulheres

Compartilhe:
3 de novembro de 2020
Teste
Cresce o número de pessoas obesas no Brasil
A condição era maior entre homens (59,9%) do que entre mulheres (55%). Foto: Ministério da Saúde/Divulgação

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelaram que um em cada quatro adultos acima dos 20 anos de idade estão obesos no Brasil. O número de pessoas com sobrepeso, dobrou entre 2003 e 2019, de 43,3% para 61,7%, além disso, a pesquisa considerou que os casos mais frequentes são em mulheres.  

A obesidade é a segunda causa de morte evitável no mundo, perdendo somente para o tabaco. 

Considerada uma doença crônica pela Organização Mundial de Saúde (OMS), os pacientes obesos são alvo de estigmas e preconceitos por questões físicas, sem que sejam considerados possíveis portadores de várias comorbidades associadas ao excesso de peso.

Segundo a nutricionista Flávia Terciano, a obesidade é um problema de saúde pública. “Em todos os casos, o ideal é procurar um nutricionista. Dá para emagrecer sem recorrer a extremismos nutricionais. Muitas pessoas se preocupam apenas em emagrecer, muitas vezes por uma questão puramente estética, sem dar importância às graves consequências de se estar acima do peso. É preciso analisar com cuidado quais os riscos que o quadro do sobrepeso realmente traz para a saúde como um todo”, explica.   

Confira as dicas da nutricionista para quem deseja emagrecer com saúde: 

  – Aumente o consumo de alimentos in natura: frutas, legumes, verduras. Além de darem saciedade, você terá uma alimentação muito mais rica em nutrientes;     

– Reduza o consumo de frituras e alimentos gordurosos. O excesso pode contribuir para o ganho de peso, além de ser prejudicial para o sistema cardiovascular;     

– Respeite seus sinais de fome e saciedade. Nosso organismo emite sinais quando estamos com fome. Assim como devemos respeitar nosso sinal de satisfação e não consumir mais do que o necessário. Para isso, podemos nos alimentar devagar, mastigando bem os alimentos e saboreando nossa refeição;     

– Evite o consumo exagerado de doces. O açúcar em excesso pode contribuir para o aumento de peso e elevação da glicemia;     

– Evite líquidos durante as refeições, podem atrapalhar a digestão;     

– Realize atividades físicas, mas, lembre-se, somente com acompanhamento de um profissional habilitado em Educação Física;     

– Opte por alimentos diversificados ao montar seu prato, quanto mais colorido melhor;     

– Hidrate-se. Você deve ingerir líquidos ao longo do seu dia. De preferência à água, que pode ser saborizada;     

– Crie o hábito de realizar suas refeições em casa, elabore pratos novos e, quando se alimentar na rua, opte por locais onde há comida caseira e self-service.