Educação

Casa do Estudante recebe R$ 1 milhão para reformas

A casa recebe 120 estudantes de baixa renda vindos do interior do Ceará

Compartilhe:
5 de novembro de 2020
glaydson
Casa do Estudante recebe R$ 1 milhão para reformas
Foto: Divulgação/ Governo do Ceará

A Casa do Estudante do Ceará (CEC) recebeu um aporte de R$ 887 mil para obras de reforma física e melhorias nas instalações do prédio. A transferência é a segunda parte de um termo de fomento de R$ 1,037 milhão. Os recursos foram repassados pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS).

O local funciona como uma residência para jovens que vêm do Interior para Fortaleza em busca de estudo e novas oportunidades de emprego. “Esse dinheiro será aplicado na reforma geral da coberta, do refeitório, dos 64 dormitórios e demais áreas da residência”, aponta a estudante de Enfermagem, residente e diretora da Casa do Estudante, Nayelle Costa.

“Se não fosse a Casa do Estudante, centenas de pessoas, inclusive eu, que sou de Canindé, não teríamos condições de estudar em Fortaleza. A Casa nos abriu as portas para novas chances na vida”, acrescenta Nayelle Costa.

Atualmente 120 jovens de baixa renda, entre secundaristas e universitários, vindos de mais de diversos municípios cearenses estão morando na Casa do Estudante. Além de moradia, eles recebem duas refeições diárias e estrutura de estudo, como biblioteca, sala de estudos e sala de vídeo.

A Casa do Estudante foi fundada em 1934 para auxiliar os estudantes carentes que não têm condição para se dedicarem com exclusividade aos estudos. A moradia e a alimentação são gratuitas para os meninos e meninas que residem na Casa do Estudante. Quartos, banheiros, lavanderias, quadra de esportes, biblioteca, sala de estudos, auditório e refeitório são compartilhados entre todos os moradores da Casa. Uma dupla mora em cada quarto da residência, e só é permitido dividir este espaço com pessoas do mesmo gênero.

A organização da Casa do Estudante é feita com dois conselhos, diretor e deliberativo, e assembleias gerais, compostos pelos moradores. O grupo divide tarefas domésticas e é responsável pela limpeza do local.

Nesta pandemia do novo Coronavírus, os moradores da Casa do Estudante enfrentaram grandes problemas como o fechamento do refeitório. Eles tiveram que sobreviver com as doações de cestas básicas e materiais de higiene. A grave crise fez com que 100 estudantes retornassem para as suas residências em suas cidades de origem.