Economia

Quase metade dos cearenses vive com até meio salário mínimo

No outro extremo, 2,3% tinham rendimento per capita superior a 5 salários mínimos

Compartilhe:
12 de novembro de 2020
Ninho Digital
Quase metade dos cearenses vive com até meio salário mínimo
Foto: Reprodução / TV Cidade

A desigualdade de renda no Ceará é crítica, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), realizada e divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2019, 21,2% da população cearense vivia com até o valor de 1⁄4 de salário mínimo per capita mensal (cerca de R$ 250) e quase 47% com até 1⁄2 salário mínimo per capita (R$ 499).

No outro extremo da distribuição, no Ceará, 2,3% tinham rendimento per capita superior a 5 salários mínimos (R$ 4.990). No Nordeste, quase metade da população tinha até esse último patamar de renda mensal.

Concentração de Renda

O levantamento ainda mostra Fortaleza como 4ª capital mais desigual do Nordeste. Nas 3 primeiras posições aparecem Recife, João Pessoa e Aracaju.