Economia

Fortaleza tem mais de 1 milhão de consumidores inadimplentes

Feirão Serasa Limpa Nome segue até o dia 30 deste mês

Compartilhe:
24 de novembro de 2020
glaydson
Fortaleza tem mais de 1 milhão de consumidores inadimplentes
Foto: Reprodução/ Instagram

Fortaleza tem mais de 1 milhão de consumidores inadimplentes. E para tentar ajudar essas pessoas a quitarem as suas dívidas, o Feirão Serasa Limpa Nome segue até o dia 30 deste mês. No levantamento feito em outubro de 2020, o estado do Ceará tem mais de 2,4 milhões de inadimplentes

A empresa dispõe de oportunidades exclusivas para que os consumidores possam quitar suas dívidas com mais de 50 parceiros de diversos segmentos com descontos que chegam a 99%. 

Além disso, 10 milhões de débitos poderão ser pagos por até R$ 50,00. Até o momento, mais de 2 milhões de dívidas já foram pagas através da plataforma apenas neste feirão, totalizando mais de 3 bilhões de reais em descontos concedidos.

Vale lembrar que 30 de novembro é o prazo máximo para o pagamento da primeira parcela do 13º salário. Para orientar os consumidores a aproveitarem o valor extra recebido neste final de mês, Matheus Moura, gerente da Serasa, separou cinco dicas de como limpar o nome e não voltar a se endividar. 

Confira:

1 – Faça o seu planejamento

Coloque na ponta do lápis tudo o que você gasta e tudo o que você ganha. Hoje em dia, existem aplicativos que podem lhe ajudar com isso, mas, se você quiser, pode fazer no caderninho mesmo, o que importa é acompanhar a sua vida financeira.

 2 – Fique de olho nas oportunidades

A Serasa está com o Feirão Limpa Nome acontecendo para ajudar você a quitar suas dívidas com as melhores condições de pagamento. Além do Feirão, a plataforma do Serasa Limpa Nome conta o ano inteiro com diversas oportunidades de renegociação com as mais de 50 empresas parceiras.

 3 – Cuidado com o tamanho das parcelas

As compras parceladas, os crediários e os pequenos boletos também precisam ficar sob controle. Para não ficar no vermelho, esses pagamentos juntos não podem passar de um terço do que você ganha. Exemplo: se você ganha mensalmente R$ 2.100, por exemplo, todas as suas parcelas somadas não podem ser maiores do que R$ 700. Isso porque você ainda terá as contas fixas (aluguel, alimentação, água, luz, gás, telefone, entre outras).

 4 – Escolha quais gastos pode cortar

Quando você faz o seu planejamento, consegue ver que alguns gastos podem ser menores e que apertar o cinto por alguns meses ajuda a colocar as contas em dia e ficar com o nome limpo. São pequenas mudanças que, juntas, fazem toda a diferença:

  • Apagar a luz do quarto quando sair;
  • Colocar o chuveiro na posição verão no período de calor;
  • Juntar as roupas para usar a máquina de lavar na capacidade máxima.

 5 – Não se esqueça do calendário

Já estamos no final de 2020 e, em breve, o 13º salário começa a cair na conta, vão vir as férias de fim de ano e um ano novo. Não se esqueça de que todo início de ano traz junto as contas típicas do período: IPTU, IPVA e material escolar. Então, não gaste o 13º como se não houvesse amanhã, afinal, você precisa separar uma parte do pagamento para não começar o ano seguinte se endividando.