Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
VIOLÊNCIA
Terror em Manaus: ônibus, bancos e comércio são incendiados
Ordem para ataques partiu de dentro de presídio após morte de traficante em confronto com a PM
Redação GCMAIS
Postado em 7 de junho de 2021
Terror em Manaus: ônibus, bancos e comércio são incendiados
Foto: Reprodução / Twitter

O transporte público e as aulas presenciais foram suspensos nesta segunda-feira (7), em Manaus (AM), após a onda de ataques criminosos registrados desde sábado (5), em pelo menos 11 bairros da cidade.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), os atentados foram motivados pela morte de um traficante durante um confronto com a polícia. A ordem para os ataques partiu de dentro de um presídio.

De sábado (5) até esta segunda-feira (7), foram contabilizados incêndios em 21 ônibus e micro-ônibus, em quatro agências bancárias, um comércio, em via pública e no PAC (Pronto Atendimento ao Cidadão) do bairro do Educandos, na zona sul de Manaus.

Leia também | Greve dos motoristas de ônibus em Fortaleza começa nesta terça (8); confira o que pedem os trabalhadores

14 pessoas presas em Manaus

As forças de segurança pública do Amazonas prenderam 14 pessoas envolvidas nos ataques. De acordo com a delegada geral da Polícia Civil, Emília Ferraz, do total de presos, 13 estavam envolvidos nos atos de vandalismo e um foi identificado como sendo um dos mandantes dos atentados na região do bairro da Redenção, zona sul de Manaus.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, afirmou que o policiamento foi reforçado em Manaus e na região metropolitana e que já pediu ao Ministério da Justiça o envio de homens da Força Nacional ao estado para ajudar a conter os atos criminosos.

“Ontem à noite formalizei pedido ao Ministério da Justiça para o envio de homens da Força Nacional ao Amazonas. O objetivo é que reforcem o trabalho das forças de segurança do Estado, que atuam no combate aos atos de vandalismo que têm acontecido nas últimas horas”, escreveu o governador em uma publicação no Twitter.

Wilson Lima atribui a onda de violência ao trabalho desenvolvido para combater a criminalidade no Estado. “Isso é uma reação do tráfico de drogas e a todas ações de enfrentamento que estamos fazendo a essas atividades criminosas. O estado do Amazonas no ano passado fez uma apreensão recorde de drogas: 19 toneladas. Só de janeiro a maio deste ano, foram apreendidas 11 toneladas, além de 832 armas”, destacou.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário