CRIME CIBERNÉTICO

Invasão do celular do governador do Ceará tinha como finalidade desvio de verbas públicas

O autor do crime também teria atacado outras autoridades, como prefeitos, governadores e um ministro do Governo Federal

Compartilhe:
9 de agosto de 2021
Márcia Catunda

Investigações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará apontam que a invasão do celular do governador Camilo Santana (PT) tinha como finalidade o desvio de verbas públicas. Segundo divulgado pelo órgão, o homem teria usado os dados do líder do Executivo Estadual para liberar chaves de segurança bancárias e tentar transferir os valores de uma conta de uma prefeitura no interior do Pará.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Polícia prende homem suspeito de clonar o celular do governador Camilo Santana

Leonel Silva Pires Júnior, de 33 anos, foi preso no último domingo (8), em uma operação interestadual desenvolvida pela Polícia Civil do Ceará. A ação policial aconteceu em três Estados: em São Paulo, onde o suspeito estava; no Maranhão, onde ele desembarcou e foi preso; e no Ceará, onde agentes de segurança acompanhavam todas as ações.

Leonel é especialista em furtos de dinheiro público usando a tecnologia e golpes virtuais. Além do governador do Ceará, as investigações também apontam que o homem teria atacado outros governadores, prefeitos e até um ministro do Governo Federal. Ele já havia sido preso anteriormente, em 2018, em uma operação da Polícia Federal na cidade de São Luís, no Maranhão.

Leia também | Três dias após operação, base da PM é atacada a tiros em conjunto habitacional de Fortaleza

O crime cometido por Leonel usa uma técnica conhecida como “SIM Swap”, que consiste em transferir a linha do chip da vítima para um chip em branco. A partir disso, o criminoso consegue ter acesso a informações pessoais do dono do celular e acesso aos aplicativos.

Após usar esta técnica para atacar o celular do governador Camilo Santana, o suspeito entrou em contato com uma instituição financeira para conseguir liberar uma chave de segurança. Ele tentava conseguir o dinheiro do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), que está provisionado em uma conta de uma cidade do interior do Pará.

Leia também | Após onda de violência, Polícia Militar do Ceará realiza operação em Caucaia

Durante a prisão no Maranhão, os agentes da Polícia Civil apreenderam um vasto material eletrônico, incluindo aparelhos celulares, notebooks, drone, maquinetas para cartões magnéticos, além de três veículos, um Land Rover Discovery, um Fiat Cronos e um UTV – veículo utilitário multitarefas.

Leia também | Dois homens são presos suspeitos de participação em morte de policial militar em Russas-CE

WhatsApp do GCMais

NOTÍCIAS DO GCMAIS NO SEU WHATSAPP!

Últimas notícias de Fortaleza, Ceará e Brasil

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp.