SITUAÇÃO INUSITADA

Mulher internada em hospital da Bahia recebe copo de cachaça por engano

Zenilda segue hospitalizada e fará exames médicos para reavaliar o seu quadro médico. 

Compartilhe:
14 de março de 2022
Assistente de Redação Vídeo

Uma mulher internada no Hospital Municipal de Santa Teresinha, cidade do interior da Bahia, recebeu de uma enfermeira um copo com cachaça no último sábado (12).

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

A falha foi admitida pela enfermeira, que garantiu que o incidente ocorreu por engano, pois ela achava que o líquido incolor na verdade era água.

A paciente que recebeu a cachaça foi identificada como Zenilda Lisboa. Ela é lavradora e deu entrada no hospital sentindo fortes dores no estômago. Zenilda segue hospitalizada e fará exames médicos para reavaliar o seu quadro médico. 

Em vídeo postado nas redes sociais, Zenilda comentou o ocorrido. “Fui medicada e colocada em observação. Só que eu estava com muita sede, garganta seca, com dificuldade para respirar, e aí pedi água para a enfermeira. Ela foi buscar a água e, quando voltou com o copo, bebi”, relatou. 

Na sequência, ela contou os efeitos que sentiu no corpo após tomar a cachaça. “Quando bebi, identifiquei que não era água, que era bebida alcoólica. Aí passei mal, vomitei e fiquei internada. Fui para casa, mas senti muitas dores no estômago, ardência e retornei para o hospital”, disse. 

Versão da enfermeira sobre a cachaça 

Em sua defesa, a enfermeira explicou que pegou uma garrafa que estava em cima de um armário no hospital, onde a equipe costuma deixar água para agilizar o atendimento aos pacientes. Foi aí que acabou repassando o líquido para Zenilda. 

Leia também | Presidente da Ucrânia vai a hospital e visita militares feridos na guerra contra a Rússia

“Na emergência desta unidade, a gente deixa sempre um recipiente com água em cima do armário da emergência. Para que isso? Para não perder tempo quando tem paciente passando mal e a gente não deixar o paciente sozinho para pegar água. Então, esse recipiente já fica lá, em cima do armário. Peguei um copo e enchi. Eu estava de máscara, não senti cheiro algum. Peguei a água e dei para a paciente”, comentou a enfermeira. 

Presença da cachaça no hospital será investigada

A profissional de saúde relatou ainda que percebeu o incômodo da paciente logo após ingerir o líquido. “Ela (paciente) me perguntou: ‘O que é isso?’. Eu respondi: ‘Água’. E ela disse: ‘Não é água, não. É bebida alcoólica’. Aí tirei a máscara para cheirar e realmente era bebida alcoólica. Estava em uma garrafa de água mineral, porém o líquido dentro não era água mineral, explicou a enfermeira, que frisou ainda que toda a equipe de profissionais de saúde do setor acompanhou a cena. 

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Diante do ocorrido, o secretário municipal de saúde de Santa Teresinha, José Lindomar, pediu desculpas pelo ocorrido e afirmou que uma sindicância foi aberta para investigar como a cachaça foi parar no hospital. “Quero aqui pedir desculpas à paciente e a todos os seus familiares. E frisar que estamos apurando esse acontecimento”, declarou.

WhatsApp do GCMais

NOTÍCIAS DO GCMAIS NO SEU WHATSAPP!

Últimas notícias de Fortaleza, Ceará e Brasil

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp.