INSS: benefícios atrasados decididos em ações judiciais começam a ser liberados em junho | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
LIBERAÇÃO
INSS: benefícios atrasados decididos em ações judiciais começam a ser liberados em junho
Ao todo, o Instituto deverá pagar, nos próximos meses, mais de R$ 1 bilhão 26 milhões de reais
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 27 de maio de 2022
INSS: benefícios atrasados decididos em ações judiciais começam a ser liberados em junho
Foto: Divulgação INSS

Mais de 80 mil aposentados, pensionistas e segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vão receber benefícios atrasados após decisões judiciais julgadas em abril em que não cabem mais recursos. 

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Ao todo, o Instituto deverá pagar, nos próximos meses, mais de R$ 1 bilhão 26 milhões de reais. O dinheiro se refere a dívidas previdenciárias e assistenciais requeridas em mais de 63 mil processos de revisão de aposentadorias, auxílios e outros benefícios que tiveram algum tipo de contestação na Justiça. 

Os valores são limitados a 60 salários mínimos – equivalentes a R$ 72.720 – que serão pagos como Requisições de Pequeno Valor pelos Tribunais Regionais Federais. 

Benefícios atrasados do INSS

Cada instituição terá um cronograma próprio. O dinheiro pode ser depositado em contas da Caixa Federal ou do Banco do Brasil, abertas pelos TRFs em nome dos segurados, ou ainda nas contas indicadas pelos beneficiários no processo. 

Para saber se tem direito aos valores, a consulta deve ser feita nos sites dos Tribunais Regionais responsáveis pelo grupo de estados em cinco regiões. 

Alguns pagamentos começam a ser liberados em junho, segundo confirmação da assessoria do TRF ao UOL. 

Leia também | Planos de saúde individuais têm aumento histórico; saiba de quanto será o reajuste

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário