Ceará

Parada pela Diversidade Sexual do Ceará 2022 acontece no domingo (7)

Com o tema “Vivas e nas ruas: voto contra o fascismo e LGBTfobia”, o evento será na avenida Beira Mar, em Fortaleza

Compartilhe:
2 de agosto de 2022
Redação GCMAIS
Parada pela Diversidade Sexual do Ceará 2022 acontece no domingo (7)
Foto: Reprodução

Após dois anos sem ser realizada por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Parada pela Diversidade Sexual volta a acontecer no Ceará. Na sua 21ª edição, o evento ocorrerá na tarde do dia 07 de agosto, na avenida Beira Mar, em Fortaleza, com o tema “Vivas e nas ruas: voto contra o fascismo e LGBTIfobia.”

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Diversos trios elétricos com atrações animadoras prometem levantar os participantes. A Parada pela Diversidade Sexual do Ceará acontece num momento em que a discussão sobre alguns temas segue bem acalorada. O evento promete debater e dar um basta nos casos de violência contra o público LGBTQIA + que tem assustado todo o país com tamanha recorrência.

“A Parada é um momento onde todas as vidas se encontram e celebram o orgulho LGBTI+, porque todas as vidas importam. Mas algumas vidas estão mais expostas a riscos, como é o caso de travestis e transexuais, e isso precisa ser dito para demarcar que nós existimos e reivindicamos o direito à vida”, afirma Dediane Souza, integrante da Comissão Política do Grupo de Resistência Asa Branca (Grab), instituição organizadora do evento.

Confira a programação completa

SEMINÁRIO-ATO DA XXI PARADA PELA DIVERSIDADE SEXUAL DO CEARÁ

QUANDO: 04/08/2022 (Quinta-feira)
HORÁRIO: 18h às 21h30min
ONDE: Auditório da ADUFC (avenida da Universidade, nº 2346, no bairro Benfica)
18h – Acolhida com música.
18h30 – Boas-vindas
18h35 – Mesa de abertura e Lançamento oficial da Parada
19h – Mesa redonda – Vivas e nas ruas: voto contra o fascismo e a LGBTIfobia – Com a participação: Amanda Felix – Travesti e Socióloga, a Professora Dra. Monalisa Soares (UFC) e o Jornalista e Pesquisador Rafael Mesquita.

Leia também | Fortaleza tem o primeiro semestre menos violento no trânsito dos últimos 20 anos

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<