Notícias

Cid Gomes volta às atividades públicas em votação no Senado sobre MP que altera relações trabalhistas

Senador fez silêncio nos últimos meses sobre movimentações políticas, incluindo o processo de escolha do candidato do PDT ao Governo do Ceará

Compartilhe:
3 de agosto de 2022
Redação GCMAIS
Cid Gomes volta às atividades públicas em votação no Senado sobre MP que altera relações trabalhistas
Foto: Agência Brasil

 

O senador Cid Gomes (PDT) voltou às atividades públicas depois da segunda licença desde que assumiu o cargo no começo de 2019. O pedetista participou, nesta quarta-feira (03), de uma votação no Senado Federal sobre a Medida Provisória (MP) que flexibiliza as leis trabalhistas em momentos de calamidade pública. Nas redes sociais, Cid comentou sobre a decisão no Plenário.

“Participei hoje da votação da Medida Provisória de autoria do governo federal que altera as relações trabalhistas em situações de calamidade. Nós, da oposição, tentamos corrigir um absurdo para proibir  as alterações unilaterais da jornada de trabalho e a redução salaria. O governo passou o rolo compressor punido, mais uma vez, os trabalhadores”, escreveu.

Entre as novas regras estão o teletrabalho e a antecipação de férias e feriados. A MP torna permanente o programa de redução de jornada e salário.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

O relator, Carlos Portinho (PL-RJ), considera que a MP vai beneficiar, sobretudo, moradores de municípios atingidos por chuvas e secas. Já o senador Paulo Paim (PT-RS) destacou a perda de direitos trabalhistas decorrentes da medida provisória, que segue para a promulgação.

Apoio de Cid a Roberto Cláudio não existe, afirma Ivo Gomes

Em publicação na sua rede social, Ivo Gomes (PDT) afirmou que apoio de Cid a Roberto Cláudio “simplesmente não existe”. O prefeito de Sobral fez a declaração nesta quarta-feira (3).

“Engraçado, pra não dizer outra coisa, o meu partido. Ignora e alija Cid do processo de escolha do candidato. Agora quer enganar os entrevistados de pesquisa exigindo na justiça a menção de um apoio do mesmo Cid a RC, apoio esse que simplesmente não existe”, afirmou o prefeito de Sobral.

Saiba mais sobre o racha político envolvendo o PDT

A governadora do Ceará, Izolda Cela, e o senador Cid Gomes não compareceram à convenção do PDT estadual, que aconteceu no dia 24 de julho, em Fortaleza. O diretório do partido oficializou a candidatura do ex-prefeito Roberto Cláudio ao Governo do Estado. Durante discurso, o presidente estadual da legenda, André Figueiredo, anunciou o presidente do PSD Ceará, Domingos Filho, como o candidato a vice na chapa.

O anúncio do PDT que o ex-prefeito Roberto Cláudio seria o candidato ao Governo do Ceará, fez com que a união de 16 anos com o PT no Estado fosse rompida. Os petistas queriam que Izolda Cela fosse o nome escolhido para disputar o cargo. O prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), entrou em defesa de Izolda e afirmou que seu irmão, o senador Cid Gomes, pensa o mesmo.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<