APÓS QUASE 8 ANOS

Chacina Curió: familiares das vítimas da chacina esperam que a justiça seja feita

Dentro do Fórum, os jurados votam secretamente pela condenação ou absolvição dos réus julgados pelo crime

Compartilhe:
24 de junho de 2023
Portal GCMAIS

Mães, familiares e amigos de vítimas da Chacina do Curió, ocorrida há oito anos na Grande Messejana, em Fortaleza, fizeram um ato na frente do Fórum Clóvis Beviláqua na manhã deste sábado (24). Dentro do Fórum, os jurados votam secretamente pela condenação ou absolvição dos réus julgados pelo crime.

Chacina Curió: familiares das vítimas da chacina esperam que a justiça seja feita
Foto: Reprodução

De mãos dadas, em círculo, os familiares pediram pelo fim da violência policial e por justiça pelo Curió. Todos os nomes das vítimas foram falados. Por fim, o grupo fez uma oração. Silva Helena de Lima, mãe de uma das vítimas, reforça que o papel da polícia é de proteção.

“Nós aguardamos esse julgamento com muita ansiedade. Aguardamos a quase oito anos e esperamos que a justiça seja feita. E que essa justiça venha da melhor forma. Que venha mostrar que as periferias não estão abandonadas. Nós mães estamos aqui pra isso. Nossos filhos são periféricos, nos somos periféricas e a periferia quer viver. Nós merecemos uma polícia que que venha nos proteger e não nos exterminar”, disse.

Edna Carla, mãe de Alef Sousa, ainda recitou o nome de todas as vítimas.

Chacina do Curió: júri inicia votação para decidir se PMs são culpados ou inocentes

O quinto dia de julgamento dos quatro policias militares acusados de um dos maiores massacres que aconteceu no Estado, conhecida como Chacina do Curió, que deixou 11 pessoas mortas na Grande Messejana, em Fortaleza, foi iniciado neste sábado (24), às 10h. Os jurados estão reunidos para iniciar a votação que irá condenar ou absolver os réus Ideraldo Amâncio, Wellington Veras Chagas, Marcus Vinícius Sousa da Costa e Antônio José de Abreu Vidal Filho.

De acordo com a assessoria do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), a votação dos jurados pode levar horas. Todos os sete que compõem o júri devem responder os quesitos com “sim” ou “não” de forma secreta. São 360 quesitos a serem respondidos.

Pouco antes da votação dos jurados, o colegiado de juízes indeferiu os pedidos de impugnação das defesas dos réus. Eles tentavam retificar quesitos a serem votados pelos jurados. Entre os pedidos da defesa, estava retirar o termo “concorreu para o crime” e utilizar o verbo “participou”.

Leia também | Chacina do Curió: acompanhe em tempo real o julgamento dos policiais militares

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

WhatsApp do GCMais

NOTÍCIAS DO GCMAIS NO SEU WHATSAPP!

Últimas notícias de Fortaleza, Ceará e Brasil

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp.