Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
VACINAÇÃO CONTRA COVID
Governadores do Nordeste se reúnem para discutir plano de vacinação após aprovação da Sputnik V
O encontro foi até o meio dia deste sábado (5)
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 5 de junho de 2021
Governadores do Nordeste se reúnem para discutir plano de vacinação após aprovação da Sputnik V
Foto: Divulgação / Governo do Ceará

Neste sábado (5), os governadores e secretários do Nordeste e da Amazônia Legal (Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins) se reuniram para discutir os próximos passos do plano de vacinação com a Sputnik V. O encontro virtual foi divulgado pelo governador do Ceará, Camilo Santana.

“Reunião neste sábado com governadores e secretários de Estado para tratarmos sobre a vacina Sputnik V, que teve a importação e distribuição aprovada ontem pela Anvisa de forma ‘excepcional e controlada’. Faremos agenda com o Fundo Soberano Russo para acompanharmos os próximos passos. Somente com a vacinação em massa conseguiremos superar esse momento difícil de pandemia”, reforçou Camilo Santana nas redes sociais.

Leia também | Biólogo registra nascimento de tartarugas-de-pente em praia de Aquiraz

O governador do Maranhão, Flávio Dino, publicou um vídeo, por volta das 14h, falando sobre o encontro. “Nesta reunião, os governadores conversaram sobre os próximos passos visando a execução desses contrato e com isso nós possamos fortalecer o principal neste instante, que é a campanha pelo fim, pela erradicação, pela superação do coronavírus. E isso só é possível com vacinas”, disse Flávio Dino. Confira o vídeo completo:

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Importação da Sputnik V

Após liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na noite da última sexta-feira (4), um total de 183 mil doses da vacina russa Sputnik V poderão ser importadas para o Ceará. A decisão de autorizar o início do processo de importação acontece com restrições e a quantidade permitida corresponde ao necessário para vacinação de 1% da população de cada um dos estados que integram o Consórcio Nordeste.

Para a autorização, foi considerado o atual cenário da pandemia no Brasil, as lacunas de informação ainda existentes na análise dos dados da Sputnik, além dos documentos até então pendentes, mas que finalmente foram presentados pelos requerentes. Neste primeiro momento, as doses serão aplicadas em um estudo de efetividade do imunizante, conduzido pelos próprios estados que importarão as doses.

Leia também | Projeto busca apoiadores para seguir realizando atendimentos médicos gratuitos em Fortaleza

Para a liberação do processo de importação da Sputnik, a Anvisa estipulou algumas exigências para as federações. Como: importação somente de vacinas das fábricas inspecionadas pela Anvisa na Rússia, obrigação de análise lote a lote que comprove ausência de vírus replicantes e outras características de qualidade e a notificação de eventos adversos graves em até 24 horas. A decisão do órgão aconteceu em uma reunião de pouco mais de 7 horas, com placar de 4 a 1.

Confira quantas doses cada Estado poderá importar, após a liberação da Anvisa:

Bahia – 300 mil doses.
Maranhão – 141 mil doses.
Sergipe – 46 mil doses.
Ceará – 183 mil doses.
Pernambuco – 192 mil doses.
Piauí – 66 mil doses.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário