Após erupção do vulcão, tsunami demoraria cerca de 9h para chegar ao Brasil | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
ENTENDA FENÔMENO
Após erupção do vulcão, tsunami demoraria cerca de 9h para chegar ao Brasil
Saiba o que dizem os especialistas sobre a possibilidade deste tipo de fenômeno acontecer e o que deve ser feito
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 18 de setembro de 2021
Após erupção do vulcão, tsunami demoraria cerca de 9h para chegar ao Brasil
Foto: Reprodução/Google Maps

Nesta semana, a notícia de que uma erupção de um vulcão na ilha de La Palma poderia gerar um tsunami que poderia atingir parte da costa do Brasil, inclusive o litoral do Ceará, deixou muitos preocupados nas redes sociais. Isso porque os pesquisadores da região afirmaram que o vulcão entrou para um nível 2 de erupção.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Apesar de toda a preocupação que essa notícia gerou, os especialistas afirmam que ainda não há o risco iminente de erupção, mas que a mudança no alerta significa que os governantes e autoridades dos países que poderiam ser atingidos comecem a pensar nesta possibilidade.

Estes níveis servem para monitorar as atividades sísmicas e prever a possibilidade desses fenômenos. Eles vão até o nível 4, o mais grave e mais urgente. A passagem para o segundo nível só acontece porque, na última semana, o vulcão apresentou um aumento na quantidade de tremores.

Além disso, segundo os especialistas, seria necessário que este vulcão alcançasse uma erupção explosiva, com área de impacto de 250km para que chegasse a produzir uma tsunami no Brasil. A onda gigantesca demoraria cerca de 9 horas para chegar aqui, o que é tempo suficiente para evacuar a população de risco.

Leia também | Adolescente de 15 anos enfia cabo USB no pênis e é operado

Após erupção, tsunami viajaria pelo oceano

Uma análise dos pesquisadores da University of Califórnia, dos Estados Unidos, e da University College, da Inglaterra, estima que os primeiros a receber o impacto seriam as ilhas do continente africano. As Ilhas Canárias seriam atingidas em cerca de 15 a 60 minutos, com ondas que poderiam chegar a 100 metros de altura.

Já o Brasil só seria atingido pelo tsunami cerca de 9 horas depois. A estimativa dos pesquisadores é que as ondas que poderiam atingir o Ceará teriam uma altura de 15 a 20 metros.

Leia também | Novo Bolsa Família: Governo garante Auxílio Brasil de R$ 300; veja como se inscrever

Especialista explica

Segundo um especialista entrevistado pelo Grupo Cidade de Comunicação, o risco de que a erupção de um vulcão na costa da África poderia resultar em um tsunami que atingiria o litoral do Ceará é mínimo e não é motivo de preocupação.

“Em primeiro lugar eu gostaria de dizer que não existe um risco iminente de tsunami”, afirma Carlos Teixeira, professor do Instituto de Ciências do Mar (Labomar) da Universidade Federal do Ceará (UFC). “O que aconteceu foi que houve um aumento de um alerta de erupção de um vulcão nas Ilhas Canárias. Ele saiu do nível 1 para o nível 2. E são quatro níveis. Para a gente estar perto de uma erupção a gente teria que estar no nível quatro. E a gente está longe disso”.

Mas o professor não descarta que, se houver uma erupção, há o risco de grandes ondas no Oceano Atlântico. “Caso houvesse uma erupção, aí poderia ocorrer uma tsunami que chegaria à costa do Brasil, Estados Unidos, Caribe e poderia ser perigoso, realmente. Não necessariamente teria ondas altas, mas você tem a possibilidade dessas ondas existirem”, explica.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário