Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
em Brasília
Em reunião com ministro da saúde , Camilo apresenta vacina da Uece e pede habilitação de leitos de UTI
Na oportunidade, Camilo entregou ao titular da pasta nacional de Saúde um Capacete Elmo.
Batista Santos
Postado em 27 de maio de 2021
Em reunião com ministro da saúde , Camilo apresenta vacina da Uece e pede habilitação de leitos de UTI
Foto: Ascom Casa Civil / Divulgação

O governador Camilo Santana esteve nesta quinta-feira (27), em Brasília, onde teve sua primeira reunião presencial e exclusiva com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Na reunião, Camilo apontou uma agenda positiva ao solicitar a habilitação do Hospital Regional do Vale do Jaguaribe, em fase final de conclusão, além de pedir uma maior celeridade na distribuição das vacinas contra Covid-19 ao Estado. Também participou do encontro, o secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Na oportunidade, Camilo entregou ao titular da pasta nacional de Saúde um Capacete Elmo, um projeto cearense que diminui o tempo de internação do paciente com Covid-19 e a necessidade de respiradores em 60% dos casos. “O uso do Elmo diminui o percentual de intubação e internação do paciente, e é um equipamento que já está registrado na Anvisa e está sendo utilizado em hospitais do Ceará e em alguns do Brasil”, informou o governador,  em mensagem postada nas redes sociais.

Outro ponto de pauta da reunião foi  a vacina cearense contra Covid-19, que é um estudo feito pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC), e agora também com a Fiocruz. “Estamos aguardando a autorização da Anvisa para fazer testes em humanos. Esse sim, é um passo importante de uma vacina brasileira, essencial para o enfrentamento dessa pandemia”, ressaltou Camilo.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

“Já cobramos fortemente da Rússia o envio da documentação exigida pela Anvisa que vai liberar o uso do imunizante no Brasil, e a informação que nós temos é que já foi entregue e está em análise pelo órgão brasileiro”, apontou Camilo, que informou ainda que a vacina mesmo sendo utilizada em mais de 60 países, prefere ter a segurança da liberação da Anvisa para começar a ser aplicada no Nordeste, que com a quantidade adquirida irá a vacinação já em curso no Brasil.


Deixe seu comentário