Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
NOVO LOTE
Ceará recebe 243.250 doses da vacina AstraZeneca na manhã desta quarta (2)
Este é o primeiro lote de vacinas contra covid-19 a ser entregue no mês de junho
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 2 de junho de 2021
Ceará recebe 243.250 doses da vacina AstraZeneca na manhã desta quarta (2)
Foto: Governo do Ceará

A campanha de vacinação contra covid-19 no Ceará continua avançando e o Estado recebeu mais doses da vacina AstraZeneca para dar prosseguimento à imunização. No total, são 243.250 doses do imunizante produzido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Covid: estudo diz que infectados podem gerar anticorpos permanentes

Este novo lote, o primeiro do mês de junho, chegou por volta das 10h30 desta quarta-feira (2) no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. O anúncio da entrega deste material foi feito ainda na tarde da última terça (1º) pelo governador do Estado, Camilo Santana.

Outro lote com 24.570 doses da Pfizer deve ser entregue ainda nesta semana, segundo o relatório do Ministério da Saúde, mas ainda não há data e horário definido para a chegada deste material no Ceará.

Leia também | Feriado de Corpus Christi: o que abre e o que fecha nesta quinta-feira, 3 de junho, em Fortaleza

Bancos entram em greve no Ceará; bancários cobram por vacinação

Em uma assembleia virtual realizada na última terça-feira (1º) o Sindicato dos Bancários do Ceará decidiu aderir ao estado de greve. Entre as solicitações do setor está a demanda para que os trabalhadores dos Bancos entrem nos grupos prioritários de vacinação contra a covid-19.

>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Nesta quarta-feira (2), os bancários estão marcando uma manifestação no cruzamento das avenidas Santos Dumont com Desembargador Moreira, no bairro Aldeota, por volta das 10h. Uma outra mobilização já está marcada para acontecer na próxima sexta-feira (4) em que os trabalhadores do setor vão usar preto para simbolizar a demanda pela vacina.

“Estamos lutando por algo que não deveria ser necessário, pois as categorias de serviços essenciais eram para ser automaticamente incluídas como prioritárias na vacinação e os serviços bancários foram considerados serviços essenciais durante a pandemia”, lembra o presidente do Sindicato dos Bancários no Ceará, Carlos Eduardo.

Leia também | Vacinação em Fortaleza: lista de agendados para esta quarta, 2 de junho (02/06)


Deixe seu comentário