Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
Excelência hospitalar
Anvisa reconhece hospitais cearenses por alta conformidade às práticas de segurança do paciente
As unidades hospitalares alcançaram 100% de conformidade aos indicadores de práticas de segurança do paciente.
DÉBORA BRITTO
Postado em 3 de junho de 2021
Anvisa reconhece hospitais cearenses por alta conformidade às práticas de segurança do paciente
A Anvisa divulgou um relatório no qual apontou os critérios de segurança do paciente avaliados e a lista por estado dos serviços de saúde com alta conformidade. (Foto: Sesa)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) realizou uma vistoria pelos hospitais cearenses, que certificou o Hospital Regional Norte (HRN), em Sobral, e o Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim, como os únicos do Estado a alcançarem 100% de conformidade aos indicadores de práticas de segurança do paciente.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

De acordo com a Anvisa, outras unidades do Estado que alcançaram alto índice de conformidade foram os hospitais estaduais Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte, Geral Dr. Waldemar Alcântara (HGWA), o Geral Dr. César Cals, e o Hospital Geral de Fortaleza, os três localizados na Capital.

A Anvisa divulgou um relatório no qual apontou os critérios de segurança do paciente avaliados e a lista por estado dos serviços de saúde com alta conformidade. Entre os critérios analisados estão a instituição de um plano de segurança do paciente com protocolos de prevenção de infecções, de cirurgia segura e segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos.

Os serviços de saúde que atingiram 100% de conformidade aos indicadores de práticas de segurança receberão declaração da Agência reconhecendo o pleno desempenho alcançado na avaliação.

O método utilizado é de autoavaliação das práticas de segurança do paciente em serviços de saúde em hospitais com leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O processo leva em consideração as metas do Programa Brasileiro de Segurança do Paciente. Após responder a um questionário, os hospitais têm os dados analisados e confirmados por meio de documentação.

Segundo o gerente de risco do Hospital Regional Norte, Kildery Teófilo, o reconhecimento da Anvisa mostra o empenho dos hospitais no desenvolvimento de boas práticas de segurança do paciente.

“É um reconhecimento da Anvisa de que o hospital desenvolve práticas de segurança do paciente de acordo com metas do programa brasileiro”, destaca.

Segundo ele, a unidade hospitalar possui um núcleo de segurança do paciente que atua no desenvolvimento de estratégias para a qualificação do cuidado pautado na segurança, como na implantação e gerenciamento de protocolos.

As principais metas de segurança do paciente são identificar corretamente o paciente, melhorar a comunicação entre profissionais de saúde e a segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos, assegurar cirurgia em local de intervenção, procedimento e paciente corretos, higienizar as mãos para evitar infecções e reduzir o risco de quedas e úlceras por pressão.

O gerente de risco do Hospital Regional do Sertão Central, Jonis Albuquerque, ressalta que, além das metas de segurança do paciente, o hospital também adota protocolos relacionados à prevenção de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (Iras). Ele ressalta a importância do reconhecimento da Anvisa.

“É importante por ser um reconhecimento, por parte de um órgão federal e idôneo como a Anvisa, de que os nossos processos estão baseados nas melhores práticas”.

O Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara também está na lista de aprovados do relatório. A gerente de risco do hospital, Djane Filizola, enfatiza que, por cinco anos consecutivos, o HGWA vem aparecendo na lista com bons índices.

“É um resultado de acompanhamento das boas práticas dos hospitais pertencentes à Rede Sentinela. Nós assumimos o compromisso de implantar o protocolo de segurança do paciente, bem como monitorar em relação à adesão e sua efetividade. O HGWA é considerado em excelência no quesito de boas práticas de segurança”, pontua.

A autoavaliação é fundamental para os hospitais, segundo a gerente de risco do Hospital Regional do Cariri, Nárya Gonçalves.

“A auto avaliação das Práticas de Segurança é importante para que possamos reconhecer o quanto conseguimos avançar como instituição na promoção de uma assistência segura para o paciente e também para enxergar os próximos desafios. Hoje, no HRC, os colaboradores estão comprometidos com esse propósito e figurar, mais uma vez, como instituição de alta confiabilidade é muito recompensador.”

>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário