Em três anos, Casa da Mulher brasileira realiza mais de 95 mil atendimentos | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
VIOLENCIA CONTRA A MULHER
Em três anos, Casa da Mulher brasileira realiza mais de 95 mil atendimentos
Durante estes três anos de atuação no Ceará, a Casa da Mulher Brasileira já atendeu mais 95.284 mulheres em situação de violência.
Batista Santos
Postado em 19 de junho de 2021
Em três anos, Casa da Mulher brasileira realiza mais de 95 mil atendimentos
Foto: Governo do Estado / Divulgação

Durante estes três anos de atuação no Ceará, a Casa da Mulher Brasileira já atendeu mais 95.284 mulheres em situação de violência. O equipamento da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) é Referência no Ceará no apoio e assistência social, psicológica, jurídica e até econômica às mulheres em situação de violência.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

A Casa chega aos três anos de atividades com uma média de 90,74 atendimentos por dia e vem acolhendo e oferecendo novas perspectivas a mulheres em situação de violência por meio de suporte humanizado, com foco na capacitação profissional e no empoderamento feminino.

Concentrando, em um único lugar, os serviços da Delegacia de Defesa da Mulher, Defensoria Pública, Ministério Público e Juizado Especial, o equipamento atua em rede acolhendo e oferecendo novas perspectivas a mulheres em situação de violência por meio de suporte humanizado, com foco na capacitação profissional e no empoderamento feminino.

A secretária-executiva de Política para Mulheres da SPS e presidente do Conselho Cearense dos Direitos da Mulher, Denise Aguiar, ressalta que a programação virtual é um modo de reunir toda a rede de atendimento às mulheres em situação de violência do Ceará e fortalecer este movimento que é feito de mulheres para mulheres. “Nosso comprometimento com esta causa vai além dos cargos que ocupamos, está ligado a nossa própria existência e a nossa luta para que todas sejam livres, vivam sem medo e tenham sua independência financeira”, acrescenta a secretária.

A coordenadora da CMB, Daciane Barreto, lembra que na ocasião será apresentada uma cartilha virtual com orientações e apresentação detalhada dos órgãos que funcionam dentro da casa. “Além da cartilha, que, em breve, será também disponibilizada nas nossas redes sociais, vamos lançar o relatório para falar das ações desenvolvidas pelo equipamento durante estes três anos. Aproveito para convidar a todes que venham participar deste debate em que vamos também ouvir a coordenadora da Casa da Mulher do Maranhão, Susan Lucena, compartilhando suas experiências à frente do equipamento”, frisa Daciane, que participará da mesa de debate, com o tema A importância da Casa da Mulher Brasileira “Avanços e Desafios no Enfrentamento a violência contra a Mulher”.

>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do GC+. Se achar algo que viole os termos de uso clique aqui para reportar.

  • Eliane Ferreira do nascimento

    Eu estou precisando muito dessa sesta básica

  • Ângelo patrick de Oliveira Campos Galvão

    Comofazer esse cadostro

Deixe seu comentário