Vulcão que pode gerar tsunami no litoral do Ceará entra em alerta | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
FENÔMENO
Vulcão que pode gerar tsunami no litoral do Ceará entra em alerta
O Cumbre Vieja demonstrou um aumento considerável nos movimentos sísmicos do último sábado (11)
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 16 de setembro de 2021
Vulcão que pode gerar tsunami no litoral do Ceará entra em alerta
Foto: Nasa

A possibilidade da erupção de um vulcão na África é motivo de preocupação para os brasileiros, especialmente do Nordeste. O Cumbre Vieja, nome de um vulcão na ilha de La Palma, entrou em alerta amarelo para risco de erupção e, segundo os pesquisadores, pode gerar uma tsunami que seria capaz de atingir as Américas, incluindo o litoral do Ceará.

Atualização | Após erupção do vulcão, tsunami demoraria cerca de 9h para chegar ao Brasil

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Vale Gás nacional será decidido na próxima semana; saiba quem recebe

O nível amarelo é o segundo numa escala quatro de alerta de risco de erupção vulcânica. Quando este alarme é ativado, a população precisa ficar atenta às possíveis mudanças e as autoridades precisam intensificar o monitoramento das atividades do vulcão. Caso o alarme passe para vermelho, já há uma erupção acontecendo.

O Cumbre Vieja demonstrou um aumento considerável nos movimentos sísmicos do último sábado (11), seguindo uma tendência de alta desde 2017. A região no entorno do vulcão vem registrando um aumento no número e na intensidade de tremores.

Leia também | Auxílio Brasil: veja pré-requisitos para novo Bolsa Família que começa em novembro

O portal MetSul, voltado para a área de meteorologia, destaca a pesquisa de Mauro Gustavo Reese Filho, da Universidade Federal do Paraná, que ressalta o fato de que o Oceano Atlântico não costuma ter registros de tsunamis, mas que a erupção deste vulcão na ilha de La Palma pode acarretar neste tipo de evento. De acordo com a pesquisa, um abalo pode desestabilizar a região no entorno do vulcão e resultar em uma tsunami que poderia atravessar o Oceano Atlântico.

“Toda a população costeira deve ser conscientizada, em especial do Norte e Nordeste do Brasil, pois seriam os principais afetados, e assim evitarmos danos pessoais. Estudos mais recentes dizem que as chances de ocorrência são remotas e longínquas, no entanto, o estabelecimento de sistemas de alarme que possibilitam a evacuação de áreas é justificável quando se trata de vidas humanas”, diz o trabalho.

Leia mais | Microcrédito de até R$ 3 mil reais da Caixa: saiba quem tem direito e como fazer o empréstimo

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário