Uso de máscaras deixa de ser obrigatório em São Paulo a partir de 11 de dezembro | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
COVID-19
Uso de máscaras deixa de ser obrigatório em São Paulo a partir de 11 de dezembro
A medida foi anunciada pelo governador João Doria e é válida para locais ao ar livre
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 24 de novembro de 2021
Uso de máscaras deixa de ser obrigatório em São Paulo a partir de 11 de dezembro
Foto: Divulgação / Governo do Estado de São Paulo

O uso de máscaras vai deixar de ser obrigatório em locais ao ar livre no Estado de São Paulo. A medida foi anunciada pelo Governo Estadual nesta quarta-feira (24) e começa a valer a partir do dia 11 de dezembro.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Com arma de fogo, homem tenta furar fila da vacinação no Centro de Eventos

O fim da obrigatoriedade do uso de máscaras acontece após São Paulo superar a marca de 75% da população completamente imunizada contra a Covid-19. Durante o anúncio da nova medida, no Palácio dos Bandeirantes, o governador João Doria (PSDB) afirmou ainda que a previsão é alcançar 85% da população até o dia 30 de novembro.

Leia também | CNH Popular: Detran divulga datas e locais dos próximos atendimentos; veja a lista

O secretário da Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, reforçou a importância de que a população procure completar o esquema vacinal para garantir a segurança sanitária. “É dessa maneira que garantiremos que o número de casos, internações e óbitos continuará a cair”, afirmou.

Posteriormente, por meio das redes sociais do Governo de São Paulo, a gestão divulgou a novidade em uma nota:

“Com 74,5% da população total imunizada, mais de 92% de pessoas adultas (18+) vacinadas com duas doses ou dose única contra o coronavírus, e queda constante no número de internações e óbitos no Estado, SP vai liberar o uso de máscara em locais abertos, a partir de 11/12. A expectativa é de que a cobertura vacinal do Estado alcance os 80% até o fim deste mês. Com base em evidências científicas, este alto percentual da população vacinada no Estado permite que seja feita essa flexibilização. No entanto, vale lembrar que apesar dos bons números a pandemia não acabou. Em locais fechados e em transportes públicos, o uso da máscara segue obrigatório. Além disso, é muito importante que as pessoas elegíveis para tomar a 3ª dose o façam assim que possível, para que o Estado mantenha o patamar de segurança e controle da pandemia”, diz o texto.

Com informações do R7


Deixe seu comentário