Secretaria de Saúde do Ceará divulga nota explicando como será a vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
PROTOCOLOS DEFINIDOS
Secretaria de Saúde do Ceará divulga nota explicando como será a vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos
Para que as crianças tenham acesso à vacina é necessário ter cadastro na plataforma Saúde Digital.
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 10 de janeiro de 2022
Secretaria de Saúde do Ceará divulga nota explicando como será a vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos
A Sesa aguarda o Ministério da Saúde enviar as doses para dar início à vacinação neste público. Foto: Helene Santos/Governo do Ceará

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) divulgou nesta segunda-feira (10) uma  nota técnica sobre a vacinação contra a covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. O documento foi publicado menos de uma semana após a Sesa aprovar a aplicação dos imunizantes para essa faixa etária sem prescrição médica. Agora, o Governo do Ceará aguarda o Ministério da Saúde enviar as doses para dar início à vacinação neste público.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Para que as crianças tenham acesso à vacina é necessário ter cadastro na plataforma Saúde Digital  e, no ato da vacinação, estar acompanhado de pai ou responsável munido de documentação de identificação oficial. Já a distribuição das doses seguirá as faixas etárias por ordem decrescente.

A decisão de não solicitar prescrição médica para aplicação da vacina, tomada na última terça-feira (4) pela Comissão Intergestores Bipartite do Ceará (CIB/CE), colegiado permanente de gestores da Saúde do Estado e dos 184 municípios cearenses, levou em consideração a validação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a estratégia, ainda em dezembro de 2021.

Características das vacinas para crianças

Na nota, a Sesa dá detalhes sobre as características do imunizante que será utilizado em crianças com o perfil, que deve ser o da Pfizer/BioNtech. A formulação da vacina infantil será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas), com pelo menos oito semanas de intervalo entre a primeira e a segunda doses. Quem completar 12 anos entre a D1 e a D2 deve concluir o esquema vacinal com a dose pediátrica da Pfizer.

A tampa do frasco virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também por pais, mães e cuidadores – em vez da tampa de cor lilás, utilizada para aplicação com pessoas das outras faixas etárias.

Leia também | Camilo anuncia a abertura de 452 leitos de enfermaria e UTI para tratar pacientes com Covid-19 e Sídrome gripal

O Governo do Estado orienta pais e responsáveis que a vacina da Pfizer não seja administrada de forma concomitante a outras imunizantes que fazem parte do calendário infantil, sendo indicado intervalo de 15 dias entre uma dose e outra.

A nota traz, ainda, detalhes sobre as condições de armazenamento e transporte das vacinas; preparo e administração das doses; eventos adversos pós-vacinação; além de outras informações.

Confira a nota técnica da Sesa

O imunizante da Pfizer está registrado no Brasil desde o dia 23 de fevereiro de 2021. Em 11 de junho deste ano, a Anvisa já havia autorizado a indicação da vacina para a faixa etária de 12 a 17 anos.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

 


Deixe seu comentário