Após ser solto pela Justiça, suspeito de matar policial civil é preso novamente | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
SEGURANÇA
Após ser solto pela Justiça, suspeito de matar policial civil é preso novamente
No último domingo (9) ele já havia sido preso, mas na segunda-feira (9) passou por audiência de custódia
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 11 de janeiro de 2022
Após ser solto pela Justiça, suspeito de matar policial civil é preso novamente
Imagem: Captura de tela

Na manhã desta terça-feira (11), a Polícia Civil Ceará informa que cumpriu um mandado de prisão temporária em desfavor de Michael da Costa Queiroz, 19 anos, o ‘Maikin’, suspeito de participar da morte do policial civil Edson Macedo, ocorrida no último sábado (8), em Caucaia.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Suspeito da morte do policial civil

No último domingo (9) ele já havia sido preso, mas na segunda-feira (9) passou por audiência de custódia, onde foi relaxada sua prisão. Entretanto, com base em novas provas investigativas, foi solicitada a prisão temporária, sendo analisada pelo juiz que decretou prisão do suspeito.

No final da manhã desta terça-feira, ele foi conduzido da sede da Delegacia de Capturas e Polinter (Decap) para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde o mandado foi cumprido e ele será reinquirido. Equipes da Polícia Civil mantém diligências em busca dos demais suspeitos já identificados.

Soltura do suspeito

O suspeito preso pela morte do policial civil em Caucaia foi solto por decisão da Justiça. Segundo o juiz Carlos Eduardo de Oliveira Holanda Junior, houve “ausência absoluta de indícios de sua participação no delito”.

Na audiência de custódia, o Ministério Público do Ceará (MPCE) manifestou parecer para que fosse decretada a prisão temporária do suspeito para que fossem investigados outros indícios da participação.

A Polícia Civil divulgou que o homem foi encontrado na mesma região onde o crime aconteceu e não reagiu à prisão. O suspeito estava dentro do imóvel onde a vítima foi assassinada a tiros, sustentou a PC. Na audiência, Michael alegou diante do juiz que foi vítima de agressões por parte dos policiais quando preso.

Leia mais | Homem preso por suspeita de participar da morte de policial civil em Caucaia é solto


Deixe seu comentário