Uece avança nos estudos de produção da vacina cearense contra a Covid-19 | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
EM PARCERIA COM A FIOCRUZ
Uece avança nos estudos de produção da vacina cearense contra a Covid-19
Universidade trabalha neste momento no cumprimento dos procedimentos finais estabelecidos pela Anvisa para a produção da vacina.
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 25 de janeiro de 2022
Uece avança nos estudos de produção da vacina cearense contra a Covid-19
Uece trabalha na produção da vacina desde o início de 2021. Foto: UECE/Divulgação

Em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a Universidade Estadual do Ceará (Uece) segue realizando estudos clínicos (testagem em humanos) para a produção de uma vacina contra a Covid-19, que pode ser disponibilizada à população muito em breve.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Neste motrabalha no sentido de cumprir os procedimentos finais estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) necessários para a produção da vacina. mento, a Uece trabalha no sentido de cumprir os procedimentos finais estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) necessários para a produção da vacina. A expectativa, segundo informou o reitor da universidade, Hidelbrando Soares, a Anvisa solicitou um novo teste pré-clínico do imunizante, a partir de um estudo que foi concluído em dezembro passado.

Leia também | Uece vai solicitar passaporte de vacinação dos estudantes para retomada de aulas presenciais

Basicamente, são três processos que a Uece precisa providenciar para viabilizar a autorização da produção da vacina: o preenchimento da documentação, a submissão da pesquisa e a garantia de produção do lote industrial para testagem em humanos – etapa que realizaria em parceria com a Fiocruz.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Reunião entre Uece e Anvisa para discutir a produção da vacina

De acordo com o reitor Hidelbrando Soares, há uma expectativa de que representantes da Uece se reúnam com a Fiocuz  até o início de fevereiro para discutir a produção desse lote industrial da vacina, que seria submetido à Anvis. Uma vez autorizado, haverá a produção para a testagem clínica em humanos.

Fase clínica da vacina da Uece

A fase clínica da vacina produzida pela Uece será ser dividida em três etapas, sendo  a primeira com testes realizados em aproximadamente 100 pessoas adultas, de 18 a 60 anos de idade, sem comorbidades. Na segunda etapa, será a vez de pessoas acima de 60 anos, com comorbidades. Na terceira, os testes serão aplicados em milhares de pessoas, com perfis diversificados.

Leia também | Saiba como validar cadastro de crianças para vacinação no Ceará contra Covid-19

 Para esses testes, será seguido todo um protocolo realizando a seleção de pessoas saudáveis, que ainda não tenham tomado outras vacinas contra a Covid-19. Essas pessoas serão convidadas a serem voluntárias nesse primeiro momento.  Ao final de cada etapa da fase clínica, a Uece deverá submeter os resultados à Anvisa para autorização da continuidade dos testes.

A pesquisa da vacina cearense começou em abril de 2020, desenvolvida no Laboratório de Biotecnologia e Biologia Molecular da Uece (LBBM), liderado pela professora imunologista Izabel Florindo Guedes.


Deixe seu comentário