Leilão de veículos no Ceará tem lance a partir de R$ 50; saiba como participar | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
ECONOMIA
Leilão de veículos no Ceará tem lance a partir de R$ 50; saiba como participar
Ao todo, serão ofertados 760 lotes de veículos. Os lances iniciais serão de R$ 50 até R$ 2,5 mil
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 10 de maio de 2022
Leilão de veículos no Ceará tem lance a partir de R$ 50; saiba como participar
Foto: Governo do Ceará

Nos dias 11, 12 e 13 de maio, o Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) realizará leilão virtual de automóveis, sucatas e motocicletas. Ao todo, serão ofertados 760 lotes de veículos. Os lances iniciais serão de R$ 50 até R$ 2,5 mil.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leilão de veículos no Ceará

Para participar, é necessário seguir os critérios dispostos no edital. Este leilão incluirá veículos que foram recolhidos até janeiro de 2022 no município.

Os interessados devem se inscrever no site da Montenegro Leilões (www.montenegroleiloes.com.br) e podem obter mais informações através do telefone: (85) 3066.8282. Todos os veículos foram recolhidos pelo órgão por circularem irregularmente em via pública.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) determina que órgãos de trânsito façam leilões de veículos recolhidos, quando não são resgatados pelos proprietários, em 60 dias.

Leia mais | Receita faz leilão de iPhones, veículos e eletrônicos; itens estão disponíveis em Fortaleza

MEIs e desempregados vão receber auxílio de R$ 1 mil

No Brasil, desempregados, trabalhadores que atuem na informalidade ou que sejam microempreendedores individuais (MEIs) podem ganhar um auxílio no valor de R$ 1 mil. Os beneficiados também podem fazer um curso de capacitação pelo Sebrae.

Para apoiar os empreendedores informais em situação de vulnerabilidade, a ação está estruturada em 3 pilares de oferta aos cidadãos: curso de qualificação empreendedora, formalização (MEI) e bolsa-auxílio de R$ 1.000, dividido em 2 parcelas de R$ 500.

Para quem pretende abrir uma micro empresa, ter um pequeno negócio ou se formalizar e crescer, o Bolsa Empreendedor é uma boa saída. O programa é aberto a todos os desempregados ou informais, mas a prioridade é para mulheres, jovens, pretas(os), pardas(os), indígenas ou pessoas com deficiência (PCD).


Deixe seu comentário