Praia do Cumbuco, em Caucaia, registra nascimento de mais 73 tartarugas de espécie em extinção | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
Meio ambiente
Praia do Cumbuco, em Caucaia, registra nascimento de mais 73 tartarugas de espécie em extinção
23 filhotes nasceram na manhã desta sexta-feira (21) e 50 filhotes nasceram na noite da última quinta-feira (19)
Redação GCMAIS
Postado em 21 de maio de 2022
Praia do Cumbuco, em Caucaia, registra nascimento de mais 73 tartarugas de espécie em extinção
Foto: Reprodução

O litoral de Caucaia é conhecido pelas belezas naturais e por ter as melhores condições de vento para prática de kitesurf. Agora, além do turismo, o litoral, em especial, a praia do Cumbuco, segue como destaque na temporada de desova de tartarugas no Ceará. O Instituto de Meio Ambiente de Caucaia (IMAC) registrou o nascimento de 73 tartaruguinhas da espécie Eretmochelys imbricata, também conhecida como Tartaruga de pente, espécie ameaçada em extinção, na praia do Cumbuco.  Esses registros mostram que o litoral está em equilíbrio e propício para o desenvolvimento natural do ambiente marinho o que indica excelente qualidade água do mar e limpeza da faixa de área.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

No último domingo (15), o IMAC precisou fazer a translocação desse ninho para um local mais seguro, pois houve um deslizamento de duna que descobriu parte da areia que cobria os ovos. De acordo com o engenheiro de pesca e gerente de orla do Instituto do Meio Ambiente de Caucaia (IMAC), Thiago Menezes, o percentual de eclosão desse ninho foi de 97,33% dos ovos transpostos, apenas um natimorto e um ovo gorado. Um resultado muito positivo, pois a União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN / IUCN) classificou a tartaruga-de-pente como criticamente ameaçada de extinção.

O gerente de orla ressalta: “vale destacar que o apoio da população é fundamental para o monitoramento dos ninhos e para a preservação das praias. Contamos com o apoio de vocês. Praia limpa é praia preservada”.

De acordo com o IMAC, o nascimento das tartarugas significa que o ambiente marinho está equilibrado. De janeiro deste ano até o momento, no litoral caucaiense, que tem 30,8 km de extensão, foram registrados 794 nascimentos e pelo menos 26 ninhos de tartarugas monitorados.

Para preservar a fauna costeira e, principalmente, as tartarugas, que usam a faixa de areia para depositar seus ovos, o IMAC orienta que não haja tráfego de veículos na praia. O órgão também destaca que a população pode ajudar a monitorar a vida marinha e costeira do município. Para isso, é preciso entrar em contato com a Ouvidoria do IMAC e informar onde foram avistados ninhos e encalhes de animais vivos ou mortos. No caso de registros de desovas de tartarugas, após identificação, os ninhos são sinalizados e monitorados para proteção dos ovinhos, que levam até 60 dias para serem rompidos pelos filhotes.


Deixe seu comentário