Ceará já soma 11 mortes por Chikungunya em 2022 | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
DADOS DA SESA
Ceará já soma 11 mortes por Chikungunya em 2022
Casos estão distribuídos em Barbalha, Juazeiro do Norte, Fortaleza e Boa Viagem
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 27 de maio de 2022
Ceará já soma 11 mortes por Chikungunya em 2022
Operação “fumacê” vem atuando no sentido de combater o mosquito Aedes Aegypti em diversos bairros da Capital e do interior. Foto: Governo do Estado do Ceará.

A Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) confirmou, nesta sexta-feira (27), que o Ceará já registrou 11 mortes por Chikungunya em 2022. Dos casos, cinco são do município de Barbalha, quatro de Juazeiro do Norte, um de Fortaleza e um de Boa Viagem. As vítimas apresentam idades entre 21 e 93 anos, sendo sete do sexo masculino e quatro do feminino.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Os dados sobre as mortes por chikungunya constam no relatório preliminar do Boletim de Arboviroses do Estado, que será divulgado oficialmente na próxima segunda-feira (30). O número de óbitos preocupa as autoridades da área de saúde, já que, no intervalo de 21 de abril e 21 maio, foram cinco novas mortes causadas pela doença, que é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti.

O boletim da Sesa contabiliza, até a última semana, 68.566 casos suspeitos de arboviroses. O quantitativo inclui 38.224 casos de dengue, 29.577 de chikungunya e 765 foram de zika. O número de confirmações é de 17.553 casos – 6.956 (dengue), 10.569 (chikungunya) e 8 (zika).

Os dados preliminares do boletim também destacam que a Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Fortaleza apresenta maior número de casos notificados de dengue (19.003 casos), enquanto a regional do Cariri destaca-se em relação ao número absoluto de casos notificados de chikungunya (17.900 casos) e de dengue (12.484 casos).

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Casos de chikungunya no Ceará

Já em relação aos casos confirmados, os registros de chikungunya na regional Cariri concentram o maior percentual (65,7%) em cima dos notificados nesta região. Com relação ao resultado dos exames, 18,7% dos testes de dengue deram positivo, 63,2% de chikungunya deram positivo e 0,1% de zika.

Ainda conforme a Sesa, em 2022 foram confirmados 44 casos de Dengue com Sinais de Alarme e cinco Dengue Grave, sendo que quatro evoluíram para óbito. Dos óbitos confirmados, dois são do município de Quixadá, um de Aratuba e outro do município de Massapê, ocorridos nos meses de março (01), abril (02) e maio (01), com idades entre 02 a 52 anos, sendo três do sexo masculino.

 

 

 


Deixe seu comentário