Ceará

Operação Karkinos investiga indícios de fraudes com cooperativa que presta serviço ao Samu

Foram encontrados indícios do funcionamento de um esquema criminoso de favorecimento financeiro indevido envolvendo gestores e profissionais de saúde

Compartilhe:
30 de junho de 2022
Roberta Fontelles
Operação Karkinos investiga indícios de fraudes com cooperativa que presta serviço ao Samu
Foto: Agência Brasil

Na manhã desta quinta-feira (30), a Polícia Civil do Ceará deflagrou a Operação Karkinos. A ação tem a finalidade de aprofundar as investigações sobre indícios de fraudes envolvendo a Cooperativa de Trabalho de Atendimento Pré-Hospitalar LTDA – COAPH, prestadora de serviços médicos/hospitalares à Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa).

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Operação Karkinos

De acordo com a Polícia, após a realização de uma auditoria realizada pela própria Sesa, foram encontrados indícios do funcionamento de um esquema criminoso de favorecimento financeiro indevido envolvendo gestores e profissionais de saúde, ligados à COAPH, e que prestavam serviço ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu Ceará).

Ao todo, cinquenta policiais civis cumpriram sete mandados de busca e apreensão domiciliares, nas cidades de Fortaleza e Eusébio, em endereços ligados aos alvos da investigação. A operação “Operação Karkinos” tem por objetivo investigar crimes de fraude à licitação, peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, associação criminosa e lavagem de dinheiro. As ordens judiciais foram expedidas pelo Poder Judiciário da Comarca de Fortaleza.

Em nota divulgada pela COAPH, a cooperativa informou que foi surpreendida com o procedimento de busca e apreensão realizado pela Polícia Civil em sua sede.

“Durante toda a execução do procedimento a Cooperativa esteve à disposição auxiliando os integrantes da Justiça que coordenavam o caso. No momento do procedimento não fomos informados do conteúdo que gerou a ação. Informamos que estamos procurando as autoridades para entender as acusações que pesam sobre nossa empresa”, declara a COAPH.

Idosa é presa ao tentar empréstimo com documento falso

A Polícia Federal prendeu em flagrante, na última quarta-feira (29), uma idosa de 61 anos que tentava obter empréstimo de R$ 440 mil com documentos falsos, no bairro Aldeota, em Fortaleza.

O trabalho foi desenvolvido com o apoio da área de segurança da Caixa. A presa confessou o crime aos policiais e já tem antecedentes criminais por fraudes. Foi apreendido também o aparelho celular da mulher.

A idosa foi indiciada por crime de tentativa de estelionato, conforme artigos 171, § 3º e 14 do Código Penal Brasileiro e encontra-se à disposição da Justiça Federal. As investigações continuam para análise de dados e identificação de demais participantes do crime flagrado.

Leia também | Primeira Casa da Mulher Cearense é inaugurada em Juazeiro do Norte

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<