Ceará

Pescadores são presos em Fortaleza por pesca ilegal de lagosta

Os suspeitos estavam descarregando carga para um caminhão frigorífico no momento da abordagem policial

Compartilhe:
30 de junho de 2022
Roberta Fontelles
Pescadores são presos em Fortaleza por pesca ilegal de lagosta
Foto: Divulgação/PF

Cinco pescadores foram presos nas proximidades do Porto do Mucuripe, em Fortaleza, por pesca ilegal de lagosta, na última quarta-feira (29). Os suspeitos estavam descarregando carga para um caminhão frigorífico no momento da abordagem policial. Outros tentaram fugir, sendo perseguidos pela embarcação da corporação.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Pesca ilegal de lagosta

Havia um compressor no porão da embarcação abordada, consistindo em técnica proibida para pesca da lagosta. Houve a apreensão do equipamento e da carga de lagosta, que está sendo destinada pelo Ibama, informou a Polícia Federal. Os presos, todos pescadores, utilizaram o direito constitucional de permanecer em silêncio. Os presos foram liberados após pagamento de fianças fixadas pela Autoridade Policial na PF.

Os presos foram indiciados por pesca ilegal, crime do artigo 34 da lei 9.605/98, com penas de até 3 anos de prisão. As investigações continuam.

Leia também | Primeira Casa da Mulher Cearense é inaugurada em Juazeiro do Norte

Idosa é presa ao tentar empréstimo com documento falso

A Polícia Federal prendeu em flagrante, na última quarta-feira (29), uma idosa de 61 anos que tentava obter empréstimo de R$ 440 mil com documentos falsos, no bairro Aldeota, em Fortaleza.

O trabalho foi desenvolvido com o apoio da área de segurança da Caixa. A presa confessou o crime aos policiais e já tem antecedentes criminais por fraudes. Foi apreendido também o aparelho celular da mulher.

A idosa foi indiciada por crime de tentativa de estelionato, conforme artigos 171, § 3º e 14 do Código Penal Brasileiro e encontra-se à disposição da Justiça Federal. As investigações continuam para análise de dados e identificação de demais participantes do crime flagrado.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<