Auxílio-inclusão começa a ser pago no dia 1º de outubro; veja se você terá direito aos R$ 550 | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
AUXÍLIO INCLUSÃO
Auxílio-inclusão começa a ser pago no dia 1º de outubro; veja se você terá direito aos R$ 550
Benefício será concedido a quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e conseguir se inserir no mercado de trabalho.
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 16 de setembro de 2021
Auxílio-inclusão começa a ser pago no dia 1º de outubro; veja se você terá direito aos R$ 550
Foto: Agência Brasil

Entra em vigor no dia 1º de outubro a lei que cria o auxílio-inclusão, previsto no Estatuto da Pessoa com Deficiência. O valor corresponderá a 50% do valor do Benefício de Prestação Continuada (BPC) em vigor, para as pessoas com deficiência moderada ou grave. De acordo com o Ministério da Cidadania, o benefício será concedido aos beneficiários que recebem o BPC e conseguirem se inserir no mercado de trabalho.

Leia mais | Microcrédito de até R$ 3 mil reais da Caixa: saiba quem tem direito e como fazer o empréstimo

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | 6ª parcela do auxílio emergencial começa amanhã (17); veja calendário

Conforme a regra, caso o beneficiário perca o emprego ou a renda adquirida, ele volta automaticamente ao BPC, sem precisar passar pelas avaliações iniciais. Confira os critérios para o recebimento do auxílio-inclusão:

  • Ter remuneração de até dois salários-mínimos;
  • Ser segurado pela Previdência Geral ou regime próprio de servidores;
  • Ter inscrição atualizada no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal.
  • Ter alguma deficiência que seja moderada ou grave;
  • Ser inscrito no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Ter inscrição no Cadastro de Pessoa física (CPF);

Além disso, pessoas com deficiência que tenham contado com o BPC nos cinco anos anteriores ao começo do trabalho e por aqueles cujo benefício foi suspenso terão direito ao auxílio-inclusão pago pelo governo federal.

Saiba mais | Auxílio Brasil: veja pré-requisitos para novo Bolsa Família que começa em novembro

Qual a relação do BPC com Auxílio-inclusão?

Segundo o Ministério da Cidadania, em abril deste ano, o BPC foi concedido a 4,65 milhões de beneficiários, sendo 2,55 milhões de pessoas com deficiência e 2 milhões de idosos, num investimento de R$ 5,1 bilhões. Em 2020, o governo federal transferiu R$ 58,4 bilhões para os integrantes do programa.

O benefício é gerido pelo governo federal. Já a concessão, manutenção e revisão ficam a cargo do INSS. O beneficiário do BPC e a família dele devem estar inscritos no Cadastro Único antes de o pedido ser feito.

Leia também: Nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial nesta quinta-feira (16)

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário