Inflação em Fortaleza: veja alimentos que ficaram mais caros em setembro | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
IPCA
Inflação em Fortaleza: veja alimentos que ficaram mais caros em setembro
Em setembro, a Capital registrou a segunda maior inflação do ano de 2021
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 8 de outubro de 2021
Inflação em Fortaleza: veja alimentos que ficaram mais caros em setembro
Foto: Governo do Ceará

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta sexta-feira (8),o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que indica a inflação dos produtos e serviços em Fortaleza e na Região Metropolitana durante o mês de setembro. De acordo com a pesquisa, os alimentos e bebidas estão entre os destaques das altas dos preços.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Setembro foi o mês menos violento no trânsito de Fortaleza em 20 anos

Este grupo sofreu um aumento de 1,15% durante o mês de setembro, um valor expressivo se comparado com agosto, quando foi registrada a variação de 0,51%. Quando se fala em alimentação no domicílio, os preços subiram cerca de 1,45%, enquanto os custos da alimentação fora do lar desaceleraram.

Entre as altas que foram destaque está a banana-prata, com 15,66%. Os ovos e as aves subiram os preços em 3,68% durante o mês de setembro, enquanto as carnes variaram 2,28% e o frango inteiro foi 2,72%. Outros produtos que ficaram mais caros foram o café moído (7,69%), o mamão (6,64%), o açúcar refinado (6,63%) e a batata-inglesa (6,61%).

Porém, também existem alguns itens que sofreram uma redução nos custos durante o mês passado. Os destaques são o maracujá (-17,64%), os cereais, leguminosas e oleaginosas (-1,18%), e o arroz (-1,39%), que sofreu um forte aumento em 2020.

Já a inflação da alimentação fora do lar sofreu uma desaceleração, saindo de 0,46% em agosto para 0,19% em setembro. Os principais produtos que influenciaram neste resultado foram os refrigerantes e as águas minerais, que apresentaram uma variação de -0,35%. O lanche, por sua vez, apresentou alta de 0,67%, acima do 0,44% observado em agosto.

Leia também | Câmara aprova punição para quem divulgar infração de trânsito nas redes sociais

Inflação em Fortaleza

De acordo com o IPCA, a inflação em Fortaleza durante o mês de setembro apresentou o segundo maior índice do ano de 2021, com um aumento de 0,79 ponto percentual (p.p.) em relação a agosto, chegando a 1,22%. Durante este ano, a inflação acumulada está em 7,84%.

Além da alimentação, os setores que causaram os maiores impactos durante o mês de setembro foram Transportes, Vestuário e Habitação .

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário