Abono Salarial: confira previsão do calendário do PIS/PASEP 2022 | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
ECONOMIA
Abono Salarial: confira previsão do calendário do PIS/PASEP 2022
A nova quantia se refere ao teto do PIS/PASEP que é baseado no reajuste anual do salário mínimo.
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 24 de dezembro de 2021
Abono Salarial: confira previsão do calendário do PIS/PASEP 2022
Foto: Agência Brasil

Os trabalhadores brasileiros vão receber a partir de janeiro de 2022 o salário de R$ 1.210. Esse é, inclusive, o mesmo valor que será pago no Abono Salarial por meio do PIS/Pasep 2022. Nesta semana, houve a divulgação da previsão do calendário de pagamento. Contudo, o calendário oficial só será publicado em janeiro de 2022.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

A nova quantia se refere ao teto do PIS/PASEP que é baseado no reajuste anual do salário mínimo. O valor consiste ainda na projeção de piso nacional para 2022, estabelecida com base na inflação de 2021. Vale destacar que os pagamentos devem começar em fevereiro de 2022, logo após o calendário oficial ser divulgado.

Leia também | Antecipação do Saque Aniversário do FGTS estará disponível a partir do dia 28 de dezembro

Valor do abono salarial PIS/PASEP

Vale destacar que o pagamento do PIS/PASEP é gradativo, ou seja, é liberada uma determinada quantia a cada mês trabalhado. Desta forma, após um ano de serviço formal, é possível receber o valor total de R$ 1.210. Veja a seguir a simulação com base na estimativa de salário mínimo para 2022:

1 mês: R$ 100;
2 meses: R$ 200;
3 meses: R$ 300;
4 meses: R$ 400;
5 meses: R$ 500;
6 meses: R$ 600;
7 meses: R$ 700;
8 meses: R$ 800;
9 meses: R$ 900;
10 meses: R$ 1.000;
11 meses: R$ 1.100;
12 meses: R$ 1.210.

Leia mais | Abono salarial deve ser de até R$ 2.420 a partir de janeiro de 2022; saiba quem tem direito

Muitos trabalhadores que aguardavam o abono salarial PIS/Pasep de 2021 receberam a notícia de que os pagamentos foram adiados para 2022. O objetivo do governo foi angariar recursos para custear o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm).

Agora a expectativa é de que a liberação do abono salarial ocorra a partir de janeiro do próximo ano.

Quem tem direito?

O abono é um direito de trabalhadores que tiveram carteira assinada pelo prazo mínimo de 30 dias no ano-base, que neste caso foi 2020.

Além do valor adiado, os cidadãos também devem receber o abono do ano-base 2021. Isso significa que, em 2022, o benefício pode ser depositado em dobro para todos aqueles que atuaram com carteira assinada nos dois anos-base citados (2020 e 2021).

A liberação do dinheiro é feita de forma proporcional ao número de meses trabalhados, até o valor máximo de um salário mínimo. Ou seja, quem trabalhou apenas um mês recebe 1/12 do piso nacional, enquanto quem atuou em todos os doze meses tem direito ao valor integral.

Também vale destacar que será realizado um reajuste no salário mínimo com validade a partir de janeiro. Segundo a previsão mais recente do governo, o valor deve chegar a R$ 1.210 para repor a inflação acumulada e evitar perda no poder de compra dos brasileiros.

O calendário de pagamento do abono salarial ainda não foi divulgado, mas há expectativas de que a liberação seja feita no mês de nascimento do trabalhador.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário