Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
COVID-19
Corpo de Bombeiros ministra curso de combate a incêndio no Hospital Leonardo da Vinci
22 profissionais de saúde, incluindo gerentes e coordenadores do hospital participaram do curso, que foi dividido em duas turmas, respeitando o distanciamento social.
Batista Santos
Postado em 2 de junho de 2021
Corpo de Bombeiros ministra curso de combate a incêndio no Hospital Leonardo da Vinci
Foto: Corpo de Bombeiros / Divulgação

Funcionários do Hospital Estadual Leonardo da Vinci participaram de um curso de prevenção a princípio de incêndio, ministrado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará. A unidade de saúde, em Fortaleza. A unidade de saúde é referência no atendimento a pacientes com Covid-19 no Ceará. A instrução aconteceu na manhã da última quinta-feira (27), no auditório da unidade hospitalar, localizada na Rua Rocha Lima, no bairro Aldeota em Fortaleza.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Feriado de Corpus Christi: o que abre e o que fecha nesta quinta-feira, 3 de junho, em Fortaleza

22 profissionais de saúde, incluindo gerentes e coordenadores do hospital participaram do curso, que foi dividido em duas turmas, respeitando o distanciamento social.

O major BM Moisés Gonçalves Rodrigues e o subtenente BM Francisco Haroldo Lima Filho foram os facilitadores da formação. Durante as aulas, eles abordaram temas sobre como reconhecer um princípio de incêndio, orientação sobre o uso adequado de extintores de incêndio e tipos de extintores.

Leia também | Vacinação em Fortaleza: lista de agendados para esta quarta, 2 de junho (02/06)

Para cada situação de incêndio e material em chamas, existe um tipo de extintor. É importante ter conhecimento dessas informações para manipular os equipamentos da forma correta e evitar acidentes ainda piores. Em outros casos, quando há fogo de material elétrico energizado, a água não pode ser usada para o combate às chamas, porque é condutora de eletricidade, podendo aumentar o incêndio. A mesma lógica vale para produtos químicos, como pó de alumínio, magnésio e carbonato de potássio, pois em contato com a água, as substâncias reagem de forma a aumentar os riscos.

Em Aracaju no Estado de Sergipe, um incêndio na ala de Covid-19, do Hospital Municipal Zona Norte Doutor Nestor Piva deixou quatro pacientes mortos, na última sexta-feira (28).

>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Leia também | Professores de autoescola e cursos de idiomas não estão na lista prioritária de vacinação em Fortaleza


Deixe seu comentário