Semace: 17 trechos de praia estão adequados para banho na orla marítima fortalezense | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
CONDIÇÕES DE BANHO
Semace: 17 trechos de praia estão adequados para banho na orla marítima fortalezense
Áreas como a Praia do Futuro estão própria. Já a A praia da Barra do Ceará, um dos pontos mais procurados dessa região para recreações, está imprópria.
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 10 de julho de 2021
Semace: 17 trechos de praia estão adequados para banho na orla marítima fortalezense
Levantamento da Semace vale para todo o fim de semana. Foto: Divulgação / Prefeitura de Fortaleza

Segundo o mais recente boletim de balneabilidade da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), 17 trechos de praia estão próprios para banho no Ceará neste fim de semana, entre 9 e 11 de julho.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Trecho com mais pontos adequados para a recreação primária, o litoral Leste tem nove postos próprios, compreendidos postos dos Bombeiros 01 ao 06/07, foz do Rio Cocó, passando por toda a Praia do Futuro e chegando até Sabiaguaba. Os postos impróprios estão localizados entre os postos dos Bombeiros 07 e 08, além do Farol.

Já no trecho Centro, cinco pontos estão próprios: eles vão do espigão da Av. Desembargador Moreira até o Aquário. Os postos 12 ao 15, entre a Praia dos Botes, Farol, Volta da Jurema até a foz do Riacho Maceió, estão impróprios. O trecho 16 apresentou dificuldades no momento da coleta, porém, por motivo de obras no local.

Na área Oeste vem em terceiro lugar no ranking de balneabilidade adequada: o trecho mostra apenas um ponto favorável: entre a Av. Philomeno Gomes até a Rua Padre Mororó. A praia da Barra do Ceará, um dos pontos mais procurados dessa região para recreações, está imprópria.

Como é feito o controle?

Todas as semanas, 32 pontos são monitorados pela Gerência de Análise e Monitoramento da autarquia. As análises seguem o padrão exigido pela Resolução nº 274/2000 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

A partir desse monitoramento, vários fatores podem influenciar na qualidade das águas, tais como: ligações clandestinas de esgotos, ocorrência de chuvas (que levam sujeira para o mar através das galerias pluviais), condições de maré, presença de animais, disposição inadequada de resíduos sólidos e adensamento urbano próximo.

Saiba mais na reportagem da TV Cidade:


Deixe seu comentário