Incêndio no Parque do Cocó foi causado por fogos de artifícios do Clássico-Rei? Veja o que dizem os bombeiros | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
FORTALEZA
Incêndio no Parque do Cocó foi causado por fogos de artifícios do Clássico-Rei? Veja o que dizem os bombeiros
Os agentes do Corpo de Bombeiros trabalham nesta ocorrência desde a noite da última quarta-feira
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 18 de novembro de 2021
Incêndio no Parque do Cocó foi causado por fogos de artifícios do Clássico-Rei? Veja o que dizem os bombeiros
Foto: Alysson Pontes / GCC

Desde as 18h da última quarta-feira (17), os agentes do Corpo de Bombeiros trabalham em cerca de 12 focos de incêndio no Parque do Cocó, em Fortaleza. A fumaça se espalhou por diversos bairros da Capital e alguns moradores chegaram a cogitar a possibilidade de que o incidente estivesse ligado aos fogos de artifício que foram disparados durante o Clássico-Rei que aconteceu na mesma noite.

Saiba mais | Trabalho de bombeiros no combate ao incêndio no Parque do Cocó já dura mais de 16 horas

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Em entrevista à TV Cidade Fortaleza, o tenente-coronel Marinho, do Corpo de Bombeiros, explica que uma perícia ainda deve ser realizada para identificar o motivo do incêndio no Parque do Cocó. Porém, ele questiona a hipótese de que a ocorrência está relacionada aos fogos de artifício.

“Vale ressaltar que nós, do corpo de bombeiros, não podemos informar que isso é verdade”, disse o tenente-coronel. “Até porque o jogo começou às 20h, 2 horas após o início da ocorrência do Corpo de Bombeiros no local”.

Leia também Incêndio atinge margem do Rio Cocó e chamas se espalham por bairros de Fortaleza

Segundo ele, até o momento, não é possível afirmar o que teria causado o incêndio que já consumiu cerca de 20 hectares do Parque do Cocó. “Infelizmente nós não podemos informar o real motivo que deu causa a esse incêndio. Depois que nós finalizarmos, a perícia vai tentar identificar o que deu causa ao incêndio”, explica.

O tenente-coronel Marinho destaca, ainda, que nesta época do ano, é comum que o Corpo de Bombeiros registre um aumento nos chamados relacionados a incêndios em diversos locais do Estado.

“Nessa época do ano, todo o Ceará é castigado pelo calor e pelos ventos fortes. É um período que as nossas guarnições mais saem para atender incêndios, tanto na Capital, quanto na Região Metropolitana e no interior do Estado. A temperatura e os ventos ajudam muito nesse início de incêndio”, afirma o bombeiro.

Leia também | Operação investiga facção que explora jogo do bicho no Ceará

Confira a reportagem do Cidade 190

Saiba mais sobre o incêndio no Parque do Cocó

O trabalho das equipes no combate ao incêndio na vegetação do Parque Estadual do Cocó já leva mais de 16 horas. O incêndio começou na noite desta quarta-feira (17), por volta das 18h.

O fogo já consumiu cerca de 20 hectares de área da Unidade de Conservação, entre o Tancredo Neves e o Lagamar. Estão no local equipes do Corpo de Bombeiros, da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), e 18 brigadistas florestais da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA).

Segundo os bombeiros, chegaram a ser localizados 12 focos de incêndio, os primeiros próximos à avenida Raul Barbosa. Bairros como Aerolândia, São João do Tauape, Vila União e Montese amanheceram com as ruas cobertas pela fumaça.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário