Projeto lança aplicativo com produções musicais sobre a cidade de Fortaleza | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
CULTURA
Projeto lança aplicativo com produções musicais sobre a cidade de Fortaleza
Até o momento, foram catalogadas 200 músicas, de 92 artistas
Batista Santos
Postado em 27 de novembro de 2021
Projeto lança aplicativo com produções musicais sobre a cidade de Fortaleza
Foto: UFC / Divulgação

O projeto Fortaleza em Música, do Grupo de Imagem, Consumo e Experiência Urbana (Giceu), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação do Instituto de Cultura e Arte (ICA) da Universidade Federal do Ceará, tem cartografado as composições musicais que retratam a capital cearense, seus bairros e diversos espaços, como ruas, praças e praias.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Até o momento, o projeto Fortaleza em Música catalogou 200 músicas, de 92 artistas, em um trabalho que incluiu ainda a realização de 38 entrevistas com compositores e compositoras. Os primeiros frutos da pesquisa serão apresentados ao público em dezembro, com o lançamento do aplicativo Fortaleza em Música e de um álbum de figurinhas inspirado nas composições. A apresentação do aplicativo será no dia 1º de dezembro, às 16h, em sessão virtual, como parte da programação artística da VII Mostra ICA e do VIII Encontro de Cultura Artística, que integra a edição dos Encontros Universitários 2021.

O Fortaleza em Música localiza no mapa as composições que falam sobre a cidade, reunindo informações sobre as músicas, os artistas e os espaços retratados. O aplicativo estará disponível aos usuários de Android, com acesso gratuito, em versão-teste. “A ideia é que as pessoas possam passear por Fortaleza e descobrir a cidade através das músicas”, destaca a Profª Sílvia Belmino, coordenadora do projeto.

Com a ferramenta, o usuário pode localizar as canções no mapa, fazer buscas por bairro ou por artistas e até receber alertas quando passar por um local retratado em música. A versão-teste reúne cerca de 80 canções de diversos artistas. Para 2022, o aplicativo terá todas as músicas cartografadas até o momento, em um trabalho contínuo que incluirá o registro permanente de canções, aberto a sugestões e comentários dos usuários.

“É uma ferramenta voltada para o público, que mostra múltiplas Fortalezas cantadas, mas que também nos ajudará a ampliar o mapeamento a partir das sugestões feitas e a entender, por meio dos comentários, a relação das pessoas com as músicas e os espaços da cidade”, reforça a coordenadora. Além de apresentar esse repertório musical, o aplicativo funciona como um banco de dados aberto e gratuito, que pode colaborar com a pesquisa sobre as representações da cidade.

Leia também | Conheça o Ceará por meio da música

Na primeira fase do projeto, além de identificar as canções e realizar entrevistas, os pesquisadores geolocalizaram os espaços das cidades cantados ou que serviram de inspiração para seus compositores. O trabalho inclui ainda a busca de informações sobre as músicas e seus criadores, e o registro fotográfico dos espaços.

O Fortaleza em Música conta com o apoio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/UFC) e da Assembleia Legislativa do Ceará. O projeto foi criado em 2018 e tem participação dos pesquisadores Silvia Helena Belmino, Fábio Marques e Robson Braga, contando ainda com a colaboração de Patrícia Morais, Andrew Noronha, Vitor Alves, João Gabriel Freitas, Pedro Campos, Ceci Julião, Alícia Teodoro, Felipe Cândido e Yuri Araújo.

Além do aplicativo, será lançado também em dezembro, em data e local a serem divulgados em breve, um álbum com figuras dos espaços que os artistas cantaram. A obra é fruto do trabalho de conclusão do Curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda do ICA/UFC, de autoria de Vitor Alves e João Gabriel Freitas.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Livro ilustrado Fortaleza em música

Com o livro ilustrado Fortaleza em música, o leitor visitará diversos pontos da cidade apenas ao abrir um pacotinho. São 50 páginas reunindo fotografias e pequenas ilustrações, além de informações sobre as músicas, letras, seus autores e os espaços cantados da cidade. O livro foi impresso em formato A4 e as figurinhas têm dimensões 5×7 centímetros, um padrão do mercado.


Deixe seu comentário