Feirinha da Beira Mar terá horário reduzido por causa de síndromes gripais em Fortaleza | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
EM FORTALEZA
Feirinha da Beira Mar terá horário reduzido por causa de síndromes gripais em Fortaleza
Vai ter horário reduzido e controle de acesso para atender com mais segurança os fortalezenses e turistas que visitam a orla
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 14 de janeiro de 2022
Feirinha da Beira Mar terá horário reduzido por causa de síndromes gripais em Fortaleza
Foto: Prefeitura de Frotaleza

Com objetivo de reforçar os protocolos sanitário em meio ao aumento dos casos de Covid-19 e de síndromes gripais, a famosa feirinha da Beira Mar em passará a funcionar a partir da próxima segunda-feira (17) com horário reduzido e controle de acesso para atender com mais segurança os fortalezenses e turistas que visitam a orla de Fortaleza.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Novo horário da Feirinha de Beira Mar em Fortaleza

Com a redução de uma hora, a feirinha passará a funcionar diariamente das 16h às 22h. Outra medida adotada será o controle de acesso de público, que se dará por meio de quatro entradas, onde fiscais da Associação dos Feirantes de Artesanato da Beira Mar (Asfabem) irão verificar os comprovantes de vacinação dos visitantes em dia.

Leia também | Saiba como fazer a carteira de estudante, bilhetinho infantil, Bilhete Único e o cartão do idoso em Fortaleza

A Regional 2, responsável pelo Polo de Artesanato da Beira Mar, informa que os permissionários que atuam na feirinha também deverão apresentar o comprovante de vacinação na Regional para comercializar no espaço, além de continuarem a obedecer os protocolos sanitários, como o uso de máscara e a disponibilização do álcool em gel.

Para o secretário da Regional 2, Rennys Frota, a medida vem para reforçar as ações de prevenção à Covid-19 que o Executivo Municipal vem adotando. “A iniciativa, construída em parceria com a Asfabem e os permissionários do local, é simbólica, pois sela a importância do poder público e da sociedade trabalharem juntos contra o avanço do coronavírus e das síndromes gripais”, pontuou.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário