Fortaleza

Fortaleza amplia aplicação da vacina meningocócica C para crianças de até 10 anos e trabalhadores da saúde

O imunizante está disponível nos 116 postos de saúde da Capital, de 7h30min às 18h30min, de acordo com a Prefeitura de Fortaleza

Compartilhe:
2 de agosto de 2022
Redação GCMAIS
Fortaleza amplia aplicação da vacina meningocócica C para crianças de até 10 anos e trabalhadores da saúde
Foto: Agência Brasil

Crianças de 10 anos e trabalhadores da saúde de Fortaleza serão contemplados com a ampliação da aplicação da vacina meningocócica C (Conjugada). A medida segue recomendação do Ministério da Saúde (SMS). O imunizante está disponível nos 116 postos de saúde da Capital, de 7h30min às 18h30min.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Imunização contra Meningite

De acordo com a gestão municipal, a extensão do público-alvo vai até fevereiro de 2023 e tem o “objetivo de proteger a população contra doença meningocócica do sorogrupo C, a fim de aumentar as coberturas vacinais e evitar a circulação da doença no País”.

A vacina faz parte do Calendário Nacional de Imunização, sendo indicado duas doses, aos 3 e 5 meses de idade, e um reforço aos 12 meses, com idade máxima, anteriormente, para menores de cinco anos. Adolescentes de 11 e 12 anos também recebem uma dose da vacina meningocócica ACWY.

Seguindo a orientação do MS, se a criança até 10 anos não tiver se vacinado, deve tomar uma dose da vacina. Já os trabalhadores da saúde dos serviços públicos e privados, mesmo com esquema vacinal completo, podem se vacinar com mais uma dose, mediante comprovante de trabalho.

“São considerados trabalhadores da saúde todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, quanto os trabalhadores de apoio, ou seja, aqueles que trabalham nos serviços de saúde, mas que não estão prestando serviços diretos de assistência à saúde das pessoas, tais como: recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros. Cuidadores de idosos, doulas e parteiras, que atuam em cuidados domiciliares também estão inclusas. Além dos estudantes da área da saúde que estiverem prestando atendimento na assistência dos serviços de saúde também têm direito a receber a vacina”, informa a Prefeitura de Fortaleza.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<