Internacional

Primeira vinda ao Brasil do exótico avião Beluga terá dois pernoites em Fortaleza

Avião Beluga deve passar pelo Aeroporto de Fortaleza nos dias 23 e 25 de julho

Compartilhe:
2 de julho de 2022
Mara Rodrigues
Primeira vinda ao Brasil do exótico avião Beluga terá dois pernoites em Fortaleza
Imagem: Don-vip / CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Na medida em que o tempo avança rumo à previsão de vinda do incomum avião Airbus Beluga ao Brasil pela primeira vez na história, mais informações começam a surgir sobre a operação.

Como informado pelo AEROIN, o jato virá para trazer uma carga especial a ser exposta em uma feira aeronáutica. Assim, a fabricante europeia poderá aproveitar a “visita” ao país também como uma propaganda sobre o recente início do uso do Beluga para transportes comerciais pelo mundo.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

E segundo as mais recentes atualizações sobre a operação, o jato de fato deverá passar pelos aeroportos das cidades de Fortaleza (CE) e Campinas (SP), porém, agora há também a previsão de que o retorno para a Europa envolverá uma segunda parada técnica na capital cearense.

A previsão dos horários é a seguinte (horas locais):

Dia 23 de julho – após uma escala em Dakar, no Senegal, o Beluga decolará no voo BGA-4003 e pousará em Fortaleza às 16h00.

Dia 24 de julho – após o primeiro pernoite no Ceará, o Beluga tem partida prevista para 07h00 do dia 24 de julho, com destino ao Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas.

O trajeto deve durar pouco mais de 3 horas e meia, portanto, o pouso no aeroporto paulista, destino da operação, deve ocorrer após as 10h30.

Dia 25 de julho – após pernoite em Viracopos e descarregamento da carga, o jato da Airbus deve decolar no voo BGA-4005 no dia 25 de julho, por volta das 08h25, com pouso em Fortaleza previsto para 11h55.

Dia 26 de julho – depois de mais uma noite na cidade nordestina, a decolagem com destino a Dakar está prevista para 08h00 do dia 26 de julho.

O Beluga é um modelo desenvolvido a partir do Airbus A300-600, modificado com a instalação de uma estrutura de fuselagem muito maior. A adaptação teve por objetivo transportar cargas super volumosas, mas restritas especificamente às partes de aviões da própria Airbus, como fuselagens do A320 ou asas do gigante A380, entre suas unidades produtivas espalhadas pela Europa.

Porém, nos últimos anos a fabricante europeia lançou o novo e maior BelugaXL, baseado no A330-200. Com isso, os antigos Beluga estão sendo usados em uma nova subsidiária da Airbus, com seu próprio certificado de transportador aéreo para operar serviços comerciais, tornando-se uma companhia aérea efetivamente.

A Airbus destaca que o Beluga pode levar qualquer carga que tenha até 7 metros de largura e 6,7 metros de altura, sem precisar de nenhuma adaptação no transporte. A fabricante também anunciou que o novo BelugaXL em breve estará disponível para esse mesmo tipo de transporte.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<