Avô suspeito de estuprar a neta de três anos é preso em Caucaia, no Ceará | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
POLÍCIA CIVIL
Avô suspeito de estuprar a neta de três anos é preso em Caucaia, no Ceará
A prisão só aconteceu três anos após o registro do crime
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 27 de julho de 2021
Avô suspeito de estuprar a neta de três anos é preso em Caucaia, no Ceará
Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Ceará prendeu na manhã da última segunda-feira (26) um homem de 49 anos que é acusado de estuprar a própria neta. O crime foi registrado em 2018, quando a criança tinha apenas três anos de idade. O homem foi capturado no município de Caucaia.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Operação do MPCE desarticula esquema de corrupção em UPA no Eusébio

A prisão aconteceu nas primeiras horas da manhã de segunda-feira, mediante o cumprimento de um mandado de prisão preventiva. A operação foi realizada por agentes da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), que investigou o caso.

Segundo informações da Polícia Civil do Ceará, o homem que é acusado de estuprar a neta não tinha, até então, antecedentes criminais. Agora, os agentes de segurança pública devem continuar as investigações para tentar identificar se o homem teria cometido o mesmo crime com outros membros da família. Em entrevista à TV Cidade Fortaleza, a mãe da criança afirma que o suspeito teria cometido o mesmo crime contra ela e a tia da criança.

Leia também | Ônibus pega fogo no terminal do Siqueira e assusta passageiros

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) reforça que quem tiver mais informações sobre este caso pode realizar denúncias através do número (85) 3101-7926, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Caucaia. Além disso, a pasta também disponibiliza o 181, o Disque-Denúncia, ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

Leia também | Em eventos testes, Ceará deve reunir até 150 pessoas em espaços fechados e 300 em locais abertos

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário