Racismo: Polícia Civil cumpre mandado de busca e apreensão em loja de shopping no bairro Patriolino Ribeiro | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
SUSPEITA DE RACISMO
Racismo: Polícia Civil cumpre mandado de busca e apreensão em loja de shopping no bairro Patriolino Ribeiro
O caso foi registrado na última terça-feira (14), quando a vítima foi impedida de entrar no estabelecimento comercial por um funcionário
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 19 de setembro de 2021
Racismo: Polícia Civil cumpre mandado de busca e apreensão em loja de shopping no bairro Patriolino Ribeiro
O objetivo da ação é investigar denúncias que constam em um inquérito policial instaurado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza, que averigua possível crime de racismo que teve como vítima uma mulher negra. (Reprodução).

A Polícia Civil do Estado do Ceará cumpriu um mandado de busca e apreensão em uma loja de departamento no bairro Patriolino Ribeiro, em Fortaleza, neste domingo (19). O mandado judicial teve como objetivo apreender todos os equipamentos de registro de imagens da loja.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

O objetivo da ação é investigar denúncias que constam em um inquérito policial instaurado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza, que averigua possível crime de racismo que teve como vítima uma mulher negra.

O GCMAIS apurou que a vítima trata-se de uma delegada, que ainda não teve a identidade divulgada.

O caso foi registrado na última terça-feira (14), quando a vítima foi impedida de entrar no estabelecimento comercial por um funcionário, sob a alegação de questões de segurança. Mesmo questionando e pedindo mais explicações acerca da conduta do funcionário, a vítima seguiu recebendo negativas e foi impedida de permanecer na loja.

Após o registro do caso, apurações sobre o ocorrido foram realizadas e imagens do circuito interno da loja foram solicitadas, mas o material não foi entregue pelo estabelecimento que se negou a fornecer o vídeo.

Leia também | Churrascaria é atingida por incêndio no bairro Monte Castelo, em Fortaleza

Após a negativa, houve pedido de mandado de busca e apreensão junto ao Poder Judiciário. Com a decisão deferida, os policiais civis foram à loja para realizar busca e apreensão. O material subsidiará as investigações que estão em andamento.

>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Nota do Shopping

Em nota divulgada à imprensa, o shopping onde foi cumprido o mandado de busca e apreensão informou que não dispõe de informações oficiais sobre a operação realizada pela Polícia Civil. Destacou ainda que “orienta aos veículos de comunicação que procurem a assessoria da Polícia Civil para obter os detalhes sobre o ocorrido”, procedimento que foi seguido pelo GCMAIS, ao procurar a assessoria, que repassou a seguinte nota à imprensa:

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) cumpriu, na tarde deste domingo (19), um mandado de busca e apreensão em uma loja de departamento, em Fortaleza. O mandado judicial teve como objetivo apreender todos os equipamentos de registro de imagens da loja.

As investigações são relacionadas a um inquérito policial instaurado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza, que investiga um crime de racismo que teve como vítima uma mulher negra.

O caso foi registrado na última terça-feira (14), quando a vítima foi impedida de entrar no estabelecimento comercial por um funcionário do local, sob a alegativa de questões de segurança. Mesmo questionando e pedindo mais explicações acerca da conduta do funcionário, a vítima seguiu recebendo negativas e sendo impedida de permanecer na loja. Após o registro da ocorrência que foi transferida, apurações foram realizadas e as imagens do local foram requisitadas, porém a loja se recusou a fornecer o material. Diante do ocorrido, houve a representação pelo mandado de busca e apreensão junto ao Poder Judiciário. Com a decisão deferida, os policiais civis foram até a loja para dar cumprimento a busca e apreensão. O material subsidiará as investigações que estão em andamento.

 


Deixe seu comentário