Suspeito de duplo homicídio em Acaraú havia recebido medida protetiva 72h antes | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
DUPLO HOMICÍDIO
Suspeito de duplo homicídio em Acaraú havia recebido medida protetiva 72h antes
Durante a madrugada, o homem pulou o muro, invadiu a casa da família e atacou a jovem no quarto em que ela dormia com uma das filhas.
Batista Santos
Postado em 29 de novembro de 2021
Suspeito de duplo homicídio em Acaraú havia recebido medida protetiva 72h antes
Foto: Arquivo Pessoal

O suspeito pelo crime, identificado como Valdian de Sousa Melgaço, de 29 anos, tinha sido denunciado à Polícia por violência doméstica dias antes de matar a ex-companheira de 24 anos, e a mãe dela de 47 anos, em Acaraú, no litoral do Ceará. Ele teria invadido a residência dos pais da enfermeira, no domingo, e com uma faca acertou Kelry Veríssimo, a ex-sogra Maria de Jesus e ainda feriu o ex-sogro. Cerca de três dias antes do crime, a Justiça havia concedido medida protetiva, que o proibia de se aproximar da ex-companheira.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Kelry e Melgaço tinham dois filhos, de 4 e 6 anos. Ela estava morando com os pais e as crianças no bairro de Cauassu, após se separar de Valdian. Durante a madrugada, o homem pulou o muro, invadiu a casa da família e atacou a jovem no quarto em que ela dormia com uma das filhas. A mãe dela e o pai tentaram defender a filha, mas também foram atingidos pelo homem.

Mãe e filha foram socorridas, mas não resistiram aos ferimentos. Já o pai dela está internado. Na delegacia, o homem teria alegado que ficou revoltado por sua ex-companheira e sua ex-sogra terem procurado a Polícia Civil do Ceará (PCCE) para denunciar violência doméstica e pedir medidas protetivas a Kelry Maria, fato que tomou conhecimento ao ser notificado pela Justiça. Na noite anterior ao crime, ele fez uso de bebida alcoólica e ainda confessou ser usuário de cocaína.

>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

A mulher era enfermeira e a mãe dela, professora, da rede municipal de Acaraú. A Prefeitura do Município lamentou as mortes e decretou luto de três dias, nas redes sociais. O ex-companheiro da jovem, foi preso. Segundo a polícia, ele já tinha antecedentes criminais por lesão corporal dolosa.

 


Deixe seu comentário