Polícia investiga ameaças a escolas públicas e privadas do Ceará | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
SEGURANÇA
Polícia investiga ameaças a escolas públicas e privadas do Ceará
Em nota, a Polícia Civil do Ceará informou que apura a origem do conteúdo audiovisual divulgado em um aplicativo de mensagens
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 26 de maio de 2022
Polícia investiga ameaças a escolas públicas e privadas do Ceará
Foto: Agência Brasil

Dois suspeitos de produzir e divulgar ameaças em redes sociais a escolas públicas e privadas do Ceará foram identificados pela Polícia Civil. As informações foram repassadas pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) divulgada no início desta quinta-feira, 26.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Ameaças a escolas do Ceará

Em nota, a Polícia Civil do Ceará informou que apura a origem do conteúdo audiovisual divulgado em um aplicativo de mensagens, com supostas ameaças contra instituições de ensino públicas e privadas. A Polícia já identificou dois suspeitos de produção e divulgação do material.

“Todas as medidas legais estão sendo adotadas contra as pessoas envolvidas na disseminação desse tipo de conteúdo. Mais informações serão repassadas em momento oportuno, visando preservar os trabalhos policiais”, destacou a Polícia Civil.

Leia mais | Novo semáforo é instalado no bairro Cocó, em Fortaleza

Mais de 2.300 armas foram apreendidas no Ceará durante o primeiro quadrimestre

O primeiro quadrimestre de 2022 fechou com 2.312 armas de fogo retiradas de circulação no estado do Ceará. O número é referente a todos os municípios pertencentes ao Estado. Esse dado representa um aumento de 16% no total de apreensões, em comparação com o mesmo período do ano passado, quando 1.933 armas foram apreendidas pelas Polícias cearenses. Em Fortaleza, foram apreendidas, também no mesmo período, 714 armas, apresentando um aumento de 30% em relação ao mesmo período de 2021, quando 549 armas de fogo foram retiradas de circulação.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Deixe seu comentário